Alagoinhas: Homem é condenado a mais de 17 anos de prisão por feminicídio

O Tribunal do Júri da comarca de Alagoinhas condenou a 17 anos e quatro meses de prisão Renivaldo Oliveira de Jesus Junior, pelo feminicídio da sua companheira Luceny Rosário de Jesus Santos. A condenação ocorreu durante sessão realizada nesta quinta-feira (23), com acusação sustentada pelo promotor de Justiça Luís Eduardo Souza e Silva. O júri foi presidido pelo juiz Almir Pereira de Jesus

A vítima era filha de um sargento da Polícia Militar. O crime, reconhecido como homicídio duplamente qualificado, aconteceu no dia 6 de agosto de 2019, quando o réu disparou três tiros de arma de fogo que atingiu a vítima no pescoço, fato que a levou a óbito no mesmo momento. Segundo Renivaldo, a arma do crime teria disparado sozinha. O réu, por já possuir diversos antecedentes criminais e estar sob efeito de cocaína, teve sua pena agravada. Renivaldo deve cumprir prisão em regime fechado.

Siga o Bahia em Dia nas redes sociais 

Instagram: https://www.instagram.com/bahia_em_dia/