Brasil registra primeira morte por varíola dos macacos

O Ministério da Saúde confirmou, nesta sexta-feira (29), a primeira morte por varíola dos macacos (monkeypox) no Brasil. O paciente, um homem de 41 anos com graves problemas de imunidade, estava internado no Hospital Eduardo de Menezes, em Belo Horizonte, e morreu na quinta-feira (28). Em nota, o Ministério da Saúde informou que a vítima já tratava outras doenças, incluindo um câncer, o que ocasionou o agravamento do seu quadro de saúde.

O secretário de estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, disse que o paciente que não resistiu estava em tratamento oncológico (linfoma) e era imunossuprimido. “É importante destacar que ele tinha comorbidades importantes e graves, severas, para que não leve a um grande alvoroço na população, achando que a letalidade é alta. A letalidade continua sendo muito baixa”, afirmou o secretário.

Até o momento, o Brasil tem 1.066 pessoas contaminadas com a doença, sendo 823 apenas em São Paulo. Outros diagnósticos estão espalhados pelo país, como 124 diagnósticos no Rio de Janeiro; 44 em Minas Gerais; 21 no Paraná; 15 no Distrito Federal; 13 em Goiás; 5 na Bahia; 4 em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Ceará; 3 em Pernambuco; 2 no Espírito Santo e no Rio Grande do Norte; e 1 no Acre e em Tocantins.

Siga o Bahia em Dia nas redes sociais Instagram: https://www.instagram.com/bahia_em_dia/