Paulo Afonso: Câmara aprova reajuste e prefeito passa a ganhar mais que Michel Temer


camara-de-paulo-afonso
A câmara municipal de Paulo Afonso, na região norte da Bahia, aprovou nesta quinta-feira (22) o aumento dos salários do prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores da cidade. O prefeito, que ganhava R$ 20 mil, passa agora a ganhar R$ 33 mil, salário maior que o do presidente da república, Michel Temer, que recebe mensalmente R$ 26 mil.
Dos nove vereadores que participaram da votação, sete foram a favor do reajuste. Vereadores e secretários, que antes recebiam R$ 10 mil por mês, agora passam a ganhar R$ 12 mil. O salário do vice-prefeito, que era de R$ 11 mil, passa para R$ 14,8 mil.
De acordo com a promotora de Justiça da Bahia Rita Tourinho, o município é desvinculado da esfera federal e tem autonomia para escolher os salários dos vereadores e prefeito, independente do salário do presidente da república.
A promotora também explicou que cabe ao prefeito ditar o teto, desde que não ultrapasse o salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que em janeiro passa para R$ 39 mi. Por lei, nenhum servidor pode receber salário maior que o de um ministro do STF. (G1)

Bahia: Rui anuncia concurso com 2,8 mil vagas para PM e Bombeiros


ope

Durante o lançamento da Operação Verão, nesta quarta-feira (14), o governador Rui Costa anunciou a realização de concurso público para oficiais e soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar em 2017. Nesta quinta-feira (15), será publicada no Diário Oficial do Estado a resolução do Conselho de Política de Recursos Humanos (Cope), autorizando a abertura de licitação para contratação da empresa responsável pela realização da seleção.
O novo concurso vai oferecer 2 mil vagas para soldados e 60 oficiais da PM. Outras 20 vagas serão destinadas a oficiais médicos e dez, para oficiais odontólogos. No caso do Corpo de Bombeiros, serão ofertadas 750 vagas para soldados e 30 para oficiais. “Nossa meta é que, em 2018, já teremos esses novos concursados reforçando o trabalho da PM e dos bombeiros”, disse o governador. Ao todo, serão 2.870 novos policiais para reforçar a segurança pública na capital e no interior do estado a partir de 2018.

‘O PSD marchará com Vossa Excelência’, declara Otto a Wagner


imagem_noticia_6

O senador Otto Alencar (PSD) fez sinalizações nesta segunda-feira (12), durante encontro dos prefeitos eleitos do partido, sobre os próximos movimentos da sigla, que ganhou posição de destaque após eleger 83 gestores na última eleição. “O PSD marchará com Vossa Excelência”, declarou ao ex-governador e atual coordenador do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Bahia (Codes), Jaques Wagner. A frase é um aceno ao petista, após rumores de que o PSD poderia sair da base aliada do governador Rui Costa, a quem também fez um afago, afirmando ter nele “a virtude do reconhecimento e da gratidão”. (mais…)

Bahia: Presidente do PSD Mulher comemora eleição de 14 prefeitas, mas diz que é preciso melhorar


 

imagem_noticia_5

A presidente do PSD Mulher, deputada estadual Ivana Bastos, comemorou a eleição de 14 prefeitas entre as 83 prefeituras conquistadas pelo PSD no pleito deste ano. O partido também elegeu 73 vereadoras, mas o núcleo feminino do partido deseja mais. “Existe a meta no ano de 2017 chegarmos pelo menos a 150 diretórios do PSD Mulher, mas diretórios atuantes, onde a gente discute políticas públicas, participação da mulher na política”, declarou Ivana. De acordo com a deputada, atualmente o PSD Mulher tem 78 diretórios em todo o estado.

(BN)

DÁRIO MEIRA: MULHER COM ELEFANTÍASE NÃO SAI DE CASA HÁ 3 ANOS E PEDE AJUDA


 

mulher_rhdfxsm-300x225

A dona de casa Valdízia Sampaio, de 59 anos, moradora da cidade de Dário Meira, na região sul da Bahia, sofre de uma doença chamada elefantíase e não consegue mais andar. Por conta disso, a mulher está sem sair de casa há três anos e pede ajudar para continuar o tratamento. Em 2012, a mulher teve uma doença de pele que, segundo os médicos, resultou na elefantíase, doença parasitária infecciosa que causa inchaço e engrossamento da pele.

Valdízia vive apenas com a ajuda de um auxílio saúde, no valor de um salário mínimo, e utiliza o dinheiro para pagar o aluguel e a medicação que precisa. Parte dos remédios é cedida pelo município, mas a mulher conta que nem sempre os medicamentos chegam.

Ela afirma que está há oito meses sem receber a medicação e chora ao falar como tem sido a rotina com a doença. “Sou evangélica e falo com Deus que não quero nada, somente as minhas pernas de volta. Não quero mais casa, porque eu já tive casa e por causa da enfermidade tive que vender. Eu só peço a Jesus que eu possa poder andar, para eu cuidar da minha netinha”, destacou. (mais…)