Ibirataense Sandro Futuca assume presidência do MDB na Bahia


O ibirataense Alexsandro Freitas Silva, o Sandro Futuca, assumiu a presidência estadual do MDB na Bahia em substituição ao ex-candidato ao governo do Estado João Santana. A troca foi comunicada na última quinta-feira (11), no Diário Oficial.

João Santana havia assumido a presidência do partido de forma provisória, que pela lei, só poderia durar 90 dias, para realização de uma convenção que escolhesse o novo presidente. De acordo com o Bahia Notícias, o prazo da provisória venceu e, como forma de evitar “burlar a lei”, a Executiva Nacional da legenda sugeriu que outra comissão provisória fosse feita, com outro presidente. Ainda de acordo com o BN, um nome do partido, que preferiu não se identificar, explicou que a troca não se deu por divergências entre João Santana e Lúcio Vieira Lima – Sandro Futuca é ligado à Lúcio. Agora, o partido está com uma nova comissão provisória que tem, entre os integrantes, o próprio João Santana e também o deputado federal Lúcio Vieira Lima.

O ibirataense já trabalhou na Limpurb – órgão da prefeitura de Salvador e foi superintendente da Superintendência de Patrimônio da União (SPU). Recentemente, em março deste ano, Futuca pediu sua exoneração do cargo de secretário de Governo da Prefeitura de Ibirataia (RELEMBRE A MATÉRIA).

(Bahia em Dia)

Isaac Carvalho tenta cartada no Pleno do TJ-BA


Depois das várias decisões que mantiveram a condenação criminal que sofreu por umas das Câmaras Criminais do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA), o ex-prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho (PCdoB), que obteve pouco mais de 100.000 votos no último domingo, mas foi barrado por duas vezes pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), tenta uma nova manobra jurídica junto ao Plenário da própria Corte Estadual baiana. O postulante ingressou com um recurso para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), já em tramitação com o ministro Joel Paciornik. Em outro recurso dirigido ao Supremo Tribunal Federal (STF), que teve a admissibilidade negada pela 2° vice-presidente do TJ-BA, desembargadora Maria da Graça Osório Pimentel Leal, e contra essa decisão se insurgiu ao Plenário da Corte, por meio de um agravo interno, que deverá ser julgado na sessão desta quarta-feira.

Especialistas ouvidos acreditam que não existe qualquer chance de reversão, já que o máximo que o Pleno pode fazer é reformar o despacho da vice-presidente e admitir o recurso extraordinário, cabendo apenas ao STF decidir sobre o efeito suspensivo postulado. Um dos advogados consultados também foi categórico em dizer que “já tendo havido decisão inadmitido um recurso extraordinário, inexiste competência da Corte Baiana para apreciar suspensividade de acórdão condenatório, isso sob pena de grave usurpação da atribuição do STF” e que “duvida que o tribunal iria se expor a tamanho constrangimento, sobretudo para rever um acórdão unânime da Câmara Criminal da própria Corte”. O BN apurou que o relator da condenação de Isaac foi o desembargador Nilson Soares Castelo Branco, egresso da advocacia e tido como julgador sereno e cauteloso.

O caso de Isaac ganhou mais repercussão no meio político, visto que a contabilização de seus votos além de dar a salvação eleitoral ao ex-prefeito, poderia mexer em alguma vaga de outras coligações, inclusive da própria base do governador. Um terceiro advogado ouvido, afirmou que “pelas regras de competência claramente previstas na lei processual, penso que seria algo muito excepcional e estranho o acolhimento desse pedido de efeito suspensivo, já que a competência para tanto é sem dúvida do Supremo, uma vez que o recurso extraordinário já foi inadmitido. O TJ-BA pode até reformar o despacho para admitir o extraordinário, mas o admitindo, ainda assim a competência seria do STF. Estão pedindo o que o Lula também pediu e foi indeferido pelo TRF4, pelo STJ e até pelo STF”.

(Bahia Notícias)

Eleito deputado estadual, Zé Cocá agradece os mais de 59 mil votos recebidos


Após ter sido eleito deputado estadual com 59.380 votos na Bahia, Zenildo Brandão Santana (PP), o Zé Cocá, grava vídeo agradecendo aos eleitores pelos votos conquistados nas urnas. Ele é um dos 63 deputados que vai compor o novo mandado da Assembleia Legislativa (Alba) a partir de janeiro de 2019.

Bom dia Bahia, gravei este vídeo em forma de agradecimento aos mais de 59 mil votos recebidos nesta eleição! Ao lado do nosso governador Rui Costa e nossos senadores Ângelo Coronel e Jacques Wagner iremos trabalhar muito por nossa Bahia.

Posted by Zé Cocá on Tuesday, October 9, 2018

A HISTÓRIA DE ZÉ COCÁ

Zé Cocá nasceu em Itiruçu, na microrregião do vale do Jiquiriça. Aos 9 anos de idade sua família se mudou para Jequié. Com a morte prematura do seu Pai, teve que conciliar os estudos com o trabalho na roça da sua família na cidade de Lafaiete Coutinho.
A sua vida de homem do campo forte e produtiva chamou a atenção do prefeito Dermival que logo o convidou para ser Secretário de Desenvolvimento e depois Chefe de Gabinete. Em 2008 foi eleito Prefeito de Lafaiete e a sua administração inovadora e eficiente conquistou 95% de aprovação popular tornando-o candidato único na sua reeleição ao cargo de prefeito de Lafaiete Coutinho em 2012.
Durante os 8 anos à frente da prefeitura, Zé Cocá transformou a vida dos lafaietenses. A infraestrutura, agricultura e saúde da cidade nunca receberam tanto investimento na história, além do 1º lugar na qualidade da educação da Bahia, segundo a FIRJAN.
Ficha limpa, Zé Cocá nunca teve seu nome associado à escândalos ou roubalheiras. Durante os 8 anos de mandato teve todas suas contas as aprovadas pelo TCM.
Zé Cocá ganhou elogios públicos do governador Rui Costa como um exemplo de gestão para as prefeitos da Bahia e o convidou para fazer parte da sua equipe, nomeando Coordenador dos Consórcios da Bahia.
(Bahia em Dia)

Lúcio Vieira Lima falha em reeleição e perde foro privilegiado


Mais votado na eleição de 2014, o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MBD) não conseguiu se reeleger e deve perder o foro privilegiado que mantém processos contra ele em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF). O emedebista é acusado pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa no caso do bunker com R$ 51 milhões, juntamente com o irmão Geddel, a mãe, Marluce, o ex-assessor Job Ribeiro e o empresário Luiz Fernando Costa Filho, sócio da empresa Cosbat.
Lúcio obteve pouco mais de 55 mil votos e ficou na 45ª posição. A Bahia tem 39 vagas na Câmara dos Deputados e a coligação MDB/ DC não conseguiu coeficiente eleitoral para garantir uma vaga, o que poderia leva-lo a permanecer como deputado federal.
(Bahia Notícias)

Mulher confessa ter matado, esquartejado e queimado filha recém-nascida no oeste da Bahia


Uma jovem de 24 anos confessou ter matado sua filha recém-nascida em Barreiras, no oeste do estado. A princípio, a polícia registrou o caso, que ocorreu em maio desse ano, como desaparecimento, no entanto a mulher passou a ser investigada. Durante depoimento realizado na quinta-feira (20), ela contou que, ao chegar da maternidade, enrolou a criança em um lençol, a trancou em um armário e saiu de casa, retornando apenas três dias depois.

De acordo com o delegado do caso, José Romero, a jovem também relatou que, após constatar que a bebê estava morta, esquartejou e queimou a criança, jogando partes dela no vaso sanitário. Segundo informações da polícia, na época, a jovem foi diagnosticada com depressão pós parto. Depois de prestar depoimento, ela foi para Goiás, onde mora com a família e faz tratamento psicológico. A cidade onde ela mora e a sua identidade foram mantidas em sigilo. De acordo com o G1, a família desconfiou do desaparecimento, mas a mulher afirmou que tinha dado o bebê para um desconhecido. Os parentes registraram um boletim de ocorrência, denunciando que ela teria doado a criança de forma ilegal.

TRE mantém suspensa candidatura de Isaac Carvalho a deputado


O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) decidiu nesta quarta-feira (26) manter Isaac Carvalho fora da disputa da eleição deste ano. Por 6 votos a 0, a Corte acatou parcialmente os embargos de declaração protocolados pela sua defesa. No entanto, a decisão não o dá o direto de concorrer ao cargo de deputado federal.

O TRE-BA negou o registro de candidatura de Isaac em sessão realizada no último dia 17. O Tribunal entendeu que ele está inelegível após ter sido condenado criminalmente por um órgão colegiado. Os integrantes da Corte acompanharam o voto do relator Freddy Pitta Lima, que se posicionou contra o registro do ex-prefeito de Juazeiro.

Seis suspeitos de participar de 50 homicídios são presos e drogas, armas e R$ 75 mil são apreendidos em Alagoinhas


Seis integrantes de facções criminosas foram presos na manhã desta sexta-feira (21), durante uma operação integrada das polícias Civil e Militar no município de Alagoinhas. Além dos dois mandados de prisão cumpridos e outras quatro prisões em flagrante, também foram apreendidos cerca de R$ 75 mil em espécie, três armas e 37 kg de drogas.

Os alvos da operação são membros de duas quadrilhas especializadas em tráfico de drogas, homicídios, roubos, associação criminosa e corrupção de menores. Somente nos últimos dois anos, os grupos foram responsáveis por 50 homicídios. Eles eram investigados há seis meses pela 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Alagoinhas). Foram presos Josuel Santos Silva e Jeferson Santos Silva, que possuíam mandados em aberto, além de Rafael dos Santos Santana, Alison Santos de Jesus, Luís Mendes Souza e Willian de Jesus Carvalho, detidos em flagrante durante ações simultâneas nos bairros Miguel Velho, Barreiros, Santa Terezinha e Novo Horizonte.Além das prisões, os policiais cumpriram 28 mandados de busca e apreensão. Além da quantia de R$ 75 mil, foram apreendidos três revólveres, munições, 33 kg de cocaína (avaliado em R$ 495 mil), 4 kg de maconha, 31 pedras de crack e dois veículos. Participaram da operação cerca de 100 policiais, incluindo equipes do Depin/Cati, do 4° BPM, da COE, da Cipe Litoral Norte e das 1, 3, 6 e 15 Coorpins.

(A Tarde)

Porto Seguro: Suíço de 73 anos é encontrado morto com marcas de facadas em estrada no distrito de Trancoso


Um idoso de 73 anos foi encontrado morto, com marcas de facadas, em uma estrada próxima ao distrito de Trancoso, em Porto Seguro, no extremo sul da Bahia. Segundo a Polícia Civil, Tobias Muller, nasceu na Suíça e morava sozinho no distrito de Vale Verde, no sul baiano, há mais de 20 anos.

De acordo com a polícia, uma das linhas de investigações aponta para o crime de latrocínio (roubo seguido de morte). A carteira do idoso, que tinha os documentos pessoais e dinheiro desapareceu. A Polícia Civil informou que o autor do crime não foi identificado. Testemunhas e familiares de Tobias Muller estão sendo ouvidos para ajudar nas investigações.

O caso é apurado pela delegacia de Arraial D’Ajuda, também distrito de Porto Seguro. Conforme a polícia, o corpo do idoso foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da cidade e não há informações sobre o enterro da vítima.

(G1)

Suspeito de estuprar neta de 11 anos é preso no sudoeste baiano


Um homem de 57 anos foi preso nesta terça-feira (11) por estupro de vulnerável na zona rural de Maiquinique, no sudoeste baiano. A vítima é a própria neta do suspeito, de 11 anos de idade.

De acordo com a Polícia Civil, a garota, que era abusada desde os 5 anos, disse que seu avô, identificado como Dionilio Pereira Silva, ameaçava ela para que não denunciasse o crime. A vítima passará por um tratamento psicológico. Ainda segundo a Polícia Civil, Dionilio já foi acusado, em 2013, de estuprar a cunhada e uma amiga dela, ambas tinham 10 anos na época.

Segundo informações policiais, para capturar Dionilio, evitando que o mesmo fugisse, uma equipe da delegacia local teve que se vestir como trabalhadores rurais.

(Bahia em Dia)

Homem mata o próprio filho de dois meses após discutir com a esposa no oeste da Bahia


Um bebê de dois meses foi morto com dois socos no rosto, na noite desta sexta-feira (07), em um assentamento localizado na zona rural de Santa Rita de Cássia, cidade do oeste da Bahia. Segundo a polícia, o autor do crime foi o próprio pai do bebê, que discutia com a esposa no momento do crime.

Ainda segundo a polícia, após matar o filho, identificado como Artur de Araújo Rocha Lopes, o homem de 36 anos pegou uma espingarda e saiu de casa dizendo que iria cometer suicídio. No caminho, entretanto, ele encontrou o cunhado e atirou contra ele, que foi ferido na perna. Testemunhas conseguiram deter o homem até a chegada da polícia.

No boletim de ocorrência expedido pela Polícia Civil consta que, após uma reunião para decidir sobre a titulação de terras do assentamento onde o casal vive, o homem e a esposa foram até um bar, com amigos. Ao retornarem para casa, os dois iniciaram uma discussão. Ainda segundo o boletim, o rapaz então teria surtado e agredido o próprio filho. Após ser preso, ele se disse arrependido e alegou que o disparo contra o cunhado foi acidental. O homem está preso na delegacia da cidade e responderá por homicídio doloso e tentativa de homicídio.

(G1)