Apuarema: Prefeito Raival é multado e sofre representação ao MPE


O Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão de quinta-feira (13/09), julgou procedente denúncia formulada pelo vereador de Apuarema, Roberto Amorim, contra o prefeito Raival de Oliveira, por irregularidade na celebração de contratos sem licitação, no exercício de 2017, utilizando como justificativa decreto que alegava situação de emergência no município. O conselheiro Mário Negromonte, relator do processo, determinou a formulação de representação ao Ministério Público Estadual para que seja apurada a suposta prática de ato de improbidade administrativa e impôs a rescisão imediata dos contratos. O gestor foi multado em R$10 mil.

Segundo a relatoria, o ato que decretou situação de emergência no município de Apuarema, não confere ao prefeito a prerrogativa de, sem atender as exigências legais, realizar contratações diretas por dispensa de licitação. “Revela-se imprescindível, nesse caso, que a situação emergencial esteja devida e corretamente caracterizada”, ensinou. Contudo, o gestor atribuiu à situação emergencial alegada, suposta situação de abandono do município, afirmando ter encontrado “a cidade cheia de lixo, ambulância sem pneus, doentes precisando serem transportados, assim como a confecção da folha de pagamento dos funcionários”, o que não restou comprovado em alguns dos processos administrativos de dispensa de licitação apresentados.

Dos 48 processos administrativos apresentados, no entanto, 19 foram considerados irregulares, pois não atenderam aos requisitos exigidos para a contratação direta por situação emergencial. “É imprescindível que cada processo administrativo de dispensa de licitação por razões emergenciais demonstre com clareza a necessidade da contratação e o prejuízo que a ausência da realização dos serviços, de forma imediata, pode causar à municipalidade”, ressaltou o relator ao decidir pela punição do gestor municipal. Cabe recurso da decisão.

Ibirataia: Morador da região do Calculo denuncia abandono e descaso de estrada


Neste sábado (08), a redação do Bahia em Dia, recebeu imagens e relatos de um morador da região do Calculo, zona rural de Ibirataia, que está indignado com a situação de abandono que se encontra a localidade.

De acordo com o denunciante, que preferiu não se identificar, a estrada que da acesso a localidade está intransitável, tem locais que os moradores não conseguem nem andar a pé, que dirá com algum tipo de veículo. Ele ainda chama atenção da prefeita Ana Cléia, quanto ao abandono e descaso na manutenção da referida estrada. “Nós moradores estamos cansados de pedir a prefeita para que dê manutenção na estrada, pois se encontra abandonada, cheia de buracos e valetas que até carros ficam presos dentro…nós pequenos produtores estamos sofrendo com essa situação”, desabafa. O denunciante afirma que os estudantes também estão sendo prejudicados e que ficam sem irem a escola, pois, assim como na última terça-feira (04), por várias vezes o ônibus não chegou ao local para transportá-los, justamente por falta de estrada trafegável.No seu relato, o morador também comenta sobre uma publicação da página do facebook da prefeitura, onde foi divulgado os serviços de patrolamento e encascalhamento da ladeira que liga a fazenda São José as regiões do Ponto de Firmo e do Calculo. “A prefeitura jogou duas caçambas de cascalho e espalhou pra bater a foto e postar na página“, finaliza.

(Bahia em Dia)

Gandu: MP-BA instaura inquérito para investigar supostos contratos irregulares na prefeitura


O Ministério Público da Bahia, instaurou, na última quarta-feira (30/08), um inquérito civil contra a prefeitura de Gandu e a empresa Sousa Sales Empreendimento e Pavimentações LTDA – ME. No despacho, datado de 30 de agosto de 2018, informa que, as informações, apresentadas pelo Promotor de Justiça, serão apuradas.As denúncias giram em torno de supostas irregularidades encontradas em contratos firmados entre a prefeitura e a empresa Sousa Sales, que giram em torno de R$ 1.216,331,07 (um milhão, duzentos e dezesseis mil reais, trezentos e trinta e um reais e sete centavos). Os contratos investigados seriam para execução de serviços de recuperação de pontos de pavimentação e asfalto em ruas e logradouros da cidade. De acordo com denúncias apresentadas ao Ministério Público, “tem sido frequente da prefeitura de Gandu ignorar critérios básicos a ser seguidos para dar lisura à administração pública”.

Ainda segundo denúncia, foi constatado pagamentos a empresa, sem que haja a possibilidade de comprovar se realmente o serviço tenha sido feito, contabilizando assim, uma série de irregularidades no processo de pagamento e que o MP recomenda a observação por parte da Controladoria Geral da União – CGU.

(Diário Paralelo)

Pastor é preso acusado de abusar de crianças e adolescentes em igreja no MT


Um pastor evangélico de 53 anos, identificado como Justino Ireno da Costa, foi preso na última terça-feira (28) acusado de ter estuprado meninos e adolescentes que frequentavam a sua igreja, localizada no bairro Mangabeira, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

Cerca de 10 menores teriam sido abusados, sete deles foram identificados e confirmaram o crime para a Polícia Civil, através de depoimentos dados pelas próprias vítimas ao delegado Cláudio Alvares Santana, da Delegacia Especializada do Idoso, Criança e Adolescente (Deddica). A prisão aconteceu depois de quase sete meses de investigação. Apesar das acusações, o religioso negou os estupros, mas confessou que dava dinheiro aos garotos. Os abusos foram descobertos depois que uma mãe descobriu que o filho era abusado e denunciou o homem à polícia.

Segundo a polícia, o homem, se utilizando da condição de pastor, se aproximava das famílias até adquirir a confiança dos pais. Em seguida, cometia os crimes. Algumas das crianças ouvidas pela polícia relataram que, muitas vezes, o pastor oferecia dinheiro em troca de favores sexuais. O pastor vai responder por estupro de vulnerável e corrupção de menores.

Ibirataia: TCM acolhe denúncia e prefeita Ana Cléia tem vinte dias para apresentar defesa


Através do processo de nº 11379e18, a prefeita de Ibirataia, Ana Cléia dos Santos Leal, é citada em denúncia que aponta irregularidades e solicita aos órgãos públicos medida cautelar para suspender o Pregão Eletrônico nº 025/2018 daquele município.

O presidente do tribunal, conselheiro Francisco de Souza Andrade Netto, notificou formalmente a gestora, informando-a do prazo de vinte dias para que apresente defesa dos fatos denunciados no processo. Após o decorrer do prazo, a denúncia deverá ser julgada pelo plenário do TCM.

(Ipiaú Online)

Ibirataia: Morador de Algodão tem WhatsApp clonado


O jovem Máximo Morais do Santos, morador de Algodão distrito de Ibirataia, procurou nossa redação para denunciar que teve seu WhatsApp clonado.

Segundo Máximo, o seu número de telefone foi clonado e, nesta sexta-feira (24), o(s) vigarista(s) entrou no seu WhatsApp e passou a mandar mensagens para várias pessoas desconhecidas. Ele acredita que estão usando o aplicativo para denegrir sua imagem, até porque, segundo o mesmo, neste sábado (25) recebeu uma mensagem de um desconhecido que o ameaçou. Ainda segundo Máximo, uma queixa vai ser registrada na polícia para que sejam tomadas as medidas judiciais cabíveis.

(Bahia em Dia)

Ibirataia: Moradores da Avenida Ilton Lopes Leal reclamam a constante falta de energia


Moradores da Avenida Ilton Lopes Leal estão reclamando com a falta de energia no local que vem ocorrendo constantemente quase sempre nos mesmos horários entre 17h e 18h. De acordo um comerciante do local, nos últimos trinta dias a energia foi interrompida mais de dez vezes. Só nessa semana a energia faltou na segunda, na terça e na quarta-feira, sempre nos horários citados, causando um prejuízo enorme para os moradores e proprietários de estabelecimentos comerciais. Ainda de acordo o comerciante, a Coelba é acionada para fazer o conserto da rede, porém só faz “armengar”, e no dia seguinte acontece o mesmo defeito. Vale lembrar que o defeito na rede acontece a partir do local – Pousada Tambuque até a Pousada HD, na saída para Ipiaú.

(Tesouras Noticias)

Ibirataia: Moradores denunciam a ausência constante da Prefeita no município


A prefeita de Ibirataia, Ana Cléia (PSD), parece que pouco se importa com o município. A gestora, que fez campanha nas eleições passadas prometendo transformar a cidade, já desistiu até da reeleição.

A redação do Bahia em Dia constantemente recebe denúncias contra a administração da prefeita, que segundo informações, por várias vezes desaparece da cidade e fica muito tempo sem aparecer. Há quem diga que faz duas semanas que ela não entra na prefeitura e vai até seu gabinete atender ou despachar. Informações colhidas por nossa redação dão conta que ela estava em Salvador e que retornaria nesta terça-feira (24). Ainda segundo informações, sempre que a prefeita está ausente quem assume a Prefeitura é o seu esposo e secretário de Governo Valdo Silva.Diante do fato, o curioso é que recentemente, no dia 06 de junho, a página do Facebook da Prefeitura publicou uma matéria relatando que, naquele mesmo dia, a prefeita teria sido surpreendida por sua equipe de governo ao encontrar seu gabinete decorado em homenagem à seu aniversário, que é comemorado no dia 10 de maio. Portanto, essa postagem deixou bem claro que a prefeita ficou aproximadamente um mês sem ir à seu gabinete, já que a surpresa só foi realizada 27 dias após seu aniversário.

(Bahia em Dia)

Gongogi: Alunos reclamam de carteiras quebradas e da qualidade da merenda


Várias carteiras e cadeiras quebradas, sem apoio para escrever, com pregos à mostra, alunos fazendo atividades com cadernos e livros no colo. O cenário nas salas de aula é desolador. Ventiladores que não funcionam, quadros em situação precária, teto com goteiras e paredes sujas. O descaso com a educação tem endereço: a Escola Municipal Roque Rocha Monteiro, localizada em Gongogi, pequeno município sul baiano. É essa a realidade enfrentada, todo dia, pelos cerca de 400 estudantes do local.

Os alunos também têm reclamado com frequência da qualidade da merenda escolar: “Quase todo dia é suco com bolacha”, reclama um estudante. A situação tem sido motivo de críticas nas redes sociais, onde já circulam fotos do cenário da Instituição: “É um cenário de caos, um absurdo o que temos visto na Escola Roque Monteiro”, reclamou uma mãe de aluno. Por ora, segue o caos.

(Ubatã Notícias)

Ibirataia: Prefeitura inicia reforma de quadra e deixa abandonada há quase quatro meses


O município de Ibirataia parece ter perdido mesmo o controle da administração em menos de dois anos de governo. Moradores e principalmente a juventude que pratica esportes estão indignados com a reforma da quadra de esportes, localizada no centro da cidade (em frente a Rodoviária), que teve seus serviços iniciados há quase quatro meses e até agora a referida obra se encontra paralisada em total abandono.De acordo com moradores, a quadra que foi construída pelo saudoso prefeito Abnael Abdon Fair (Bia), mesmo com alguns problemas, a comunidade vinha fazendo a prática de esportes na localidade. “É muito triste ver nossa cidade quase dois anos de governo e não ver uma obra feita por essa administração”, disse um morador.
Lembrando que são vários os problemas existentes no município, tanto na parte da infraestrutura, quanto na saúde, educação e na área social que estão merecendo de uma melhor atenção por parte do poder público.

0
Web Design BangladeshWeb Design BangladeshMymensingh