Bahia ocupa 3° lugar no ranking nacional de habitações precárias, aponta fundação


A Bahia ocupa o 3° lugar no ranking nacional de habitações precárias, de acordo com dados da Fundação João Pinheiro. São quase 158 mil moradias (157.927), com famílias inteiras que vivendo em péssimas condições. Além disso, o estado tem o 5° maior déficit habitacional do país.

No ranking de habitações precárias, a Bahia fica atrás apenas do Maranhão (210.997) e Pará (159.751) que lideram a triste estatística que mostra os desafios de garantir moradia digna para milhões de brasileiros. Segundo os pesquisadores, uma casa em situação precária se caracteriza por: duas ou mais famílias que vivem juntas por não conseguirem bancar moradias separadas; moradores de baixa renda com dificuldades de pagar aluguel nas áreas urbanas; casas e apartamentos alugados onde moram muitas pessoas; moradia em imóveis improvisados ou sem saneamento básico ou condições básicas de higiene.

“Pessoas morando em barcos, em carros, em lojas, construções abandonadas. As paredes dos imóveis, se tiver formatos por taipa, outros materiais que não dão aquela condição de de estabilidade”, disse o pesquisador da Fundação João Pinheiro, Frederico Poley.

O número de casas precárias ajuda a determinar o índice de déficit habitacional no Brasil. De todos os nove estados da região Nordeste, a Bahia é o que tem o maior índice de déficit habitacional e o quinto maior do pais. São 584.628 moradias a menos do que o necessário.

(mais…)

Bahia lidera desemprego no país no 1º trimestre, diz IBGE


A Bahia lidera o ranking de estados com maior taxa de desemprego no país durante o primeiro trimestre deste ano, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira (13).

Segundo o instituto, na Bahia, a taxa de desocupação foi de 17,6% nos primeiros três meses do ano. Na sequência vêm Pernambuco e Rio de Janeiro com 17% e 14,9%, respectivamente. Já as menores taxas de desemprego foram de Santa Catarina (4,5%), Mato Grosso (5,3%) e Mato Grosso do Sul (6,5%). Na região Nordeste, o estado do Ceará teve o menor índice: 11%.

Na média nacional, a taxa desemprego ficou no 11,1% no 1º trimestre de 2022, mostrando estabilidade frente ao 4º trimestre, mas com a falta de trabalho ainda atingindo quase 12 milhões de brasileiros, conforme já divulgado anteriormente pelo IBGE.

Senado aprova piso de R$ 400 do Auxílio Brasil, que será permanente


O Senado aprovou nesta quarta-feira (04) a medida provisória (MP) que torna permanente o valor mínimo de R$ 400 para o Auxílio Brasilbenefício pago a famílias de baixa renda e que substituiu, no fim de 2021, o Bolsa Família. A proposta já foi aprovada pela Câmara e agora segue para a sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Em um primeiro momento, o governo chegou a pagar um benefício médio de R$ 217 no Auxílio Brasil. A medida provisória enviada pelo Executivo ao Congresso criou um piso de R$ 400, mas o texto original só garantia esse valor mínimo até o fim de 2022.

O texto da medida provisória foi alterado na Câmara e, com isso, passou a prever um piso permanente de R$ 400 para o auxílio. O presidente Jair Bolsonaro pode sancionar ou vetar a mudança. Se vetar, o trecho volta à análise do Congresso.

“Retrato do descaso do PT com o turismo”, diz líder da Oposição após Bahia ficar fora da temporada de cruzeiros


O deputado estadual Sandro Régis (União Brasil), líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia, classificou como “retrato do descaso do PT com o turismo” o fato de o Estado ter ficado fora da temporada de cruzeiros pelo fato de a Secretaria do Turismo (Setur) não ter respondido a um email da Associação Internacional de Cruzeiros Marítimos (Clia). Com isso, Salvador e Ilhéus estão fora dos roteiros.

“É uma situação que beira o amadorismo. Por causa de um email não respondido, a Bahia está fora da temporada de cruzeiros, e isso prejudica ainda mais a economia do nosso estado. Os turistas de cruzeiros movimentam a economia, consomem nos principais destinos, como no caso do Pelourinho, Mercado Modelo e Elevador Lacerda na capital”, ponderou Régis.

“Esse é o retrato do descaso dos governos do PT com o turismo na Bahia. Não investiram na promoção nem na infraestrutura dos nossos principais destinos, deixando de lado o potencial imenso que temos neste setor, que pode ser um grande vetor de geração de emprego e renda e de desenvolvimento”, acrescentou.

Régis lembra, ainda, do antigo centro de convenções, que desabou e ficou abandonado pelo governo. “Isso gerou um prejuízo bilionário para o setor do turismo de negócios, motivando inclusive desemprego. O PT não tem compromisso com o turismo da Bahia”, criticou.

(mais…)

Grupos de caminhoneiros ameaçam paralisação e deixam governo em alerta


Embora não acreditem na repetição de um movimento como o de 2018, aliados do presidente Jair Bolsonaro ficaram inquietos com a proliferação de áudios e mensagens na tarde desta quinta-feira (10) de líderes de caminhoneiros prometendo paralisação por causa do aumento dos combustíveis.

As ameaças que circularam incluíram bloqueios na BR-163, a rodovia da soja, em Mato Grosso e Pará, e greve de “cegonheiros” no ABC paulista, o que afetaria a indústria automotiva. O governo conta com a aprovação de projetos de redução do preço de gasolina e diesel no Congresso para esfriar os ânimos. Segundo um ministro, as medidas legislativas “ajudam muito” a conter o desgaste político.

(mais…)

‘O governo precisa dar sua parcela de contribuição para reduzir o valor dos combustíveis’, diz Sandro Régis


O deputado estadual Sandro Régis (União Brasil), líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), afirmou nesta quarta-feira (09) que o governo do estado precisa dar sua parcela de contribuição para reduzir o preço dos combustíveis. A Bahia tem o terceiro maior preço da gasolina em todo o país, segundo levantamento semanal da Agência Nacional de Petróleo (ANP).

“Além de ser primeira em violência e última em educação, a Bahia tem a terceira gasolina mais cara do Brasil. Sabemos que há uma série de fatores que influenciam no preço, mas o governo não pode ficar apenas transferindo responsabilidade”, disse o deputado.

“É preciso dar sua parcela de contribuição para reduzir o valor dos combustíveis e aliviar o bolso das pessoas. No ano passado, o Estado teve um aumento superior a 25% na arrecadação do ICMS. Não é justo que o governo encha os cofres aos custos do suor do contribuinte, que vem sendo muito penalizado por estes sucessivos aumentos”, acrescentou.

(mais…)

Ibirataia: Posto do CrediBahia é destaque em dezembro de 2021


A parceria da Prefeitura de Ibirataia com o Programa de Microcrédito do Estado da Bahia (CrediBahia), foi destaque entre os 20 postos mais produtivos do programa em recursos aplicados no mês de dezembro. O recurso tem sido utilizado para fortalecer os micro e pequenos negócios e incentivo para o crescimento do comércio local.

O CrediBahia disponibiliza uma linha de crédito para empreendedores formais e informais de R$ 500,00 a R$ 21.000,00. As informações são da Prefeitura de Ibirataia/Coordenação de Comunicação.

Sandro Régis destaca Bahia como maior produtora de cacau do Brasil: “Luta diária dos produtores”


O deputado estadual Sandro Régis (Democratas) destacou nesta quarta-feira (02) os dados da Associação Nacional das Indústrias Processadoras de Cacau (AIPC) que colocam a Bahia como maior produtora do país. Pelos números, em 2021, o estado bateu um recorde histórico, com 140.928 toneladas de amêndoas de cacau, um crescimento de 39,72% em relação ao ano anterior, quando o estado produziu 100.864 toneladas (Veja aqui).

Régis é produtor de cacau e vice-presidente da Comissão de Agricultura na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). “Fico muito entusiasmado com a notícia de que a Bahia se consolida como maior produtora de cacau do Brasil. Como produtor, filho e neto de produtor e vice-presidente da Comissão de Agricultura na Alba, reconheço o grande empenho dos produtores em nosso estado”, frisou.

O deputado pontuou que os produtores baianos enfrentam muitas dificuldades para desenvolver a cultura do cacau. “Contudo, sei bem das dificuldades que todos enfrentam para recuperar a produção da lavoura cacaueira na Bahia. É uma luta diária e que precisa ser reconhecida. Parabéns aos produtores!”, enfatizou.

Bahia concentrou 71,3% da produção de cacau do país em 2021


A Bahia, que já era líder nacional, respondeu por 71,3% da produção brasileira de amêndoa de cacau no ano passado. O estado produziu um total de 140.928 toneladas deste insumo – alta de 39,72% referente a 2020. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Agricultura do Estado (Seagri), citando levantamento da Associação Nacional das Indústrias Processadoras de Cacau (AIPC).

“Isso é motivo a ser muito comemorado. Ainda mais nesse momento em que estamos reorganizando toda a cadeia produtiva do fruto na Bahia, agregando valor ao produto e incentivando a criação de fábricas de chocolate no estado. No Sul da Bahia já existem mais de 100 marcas de chocolate de origem”, comentou o secretário da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura da Bahia (SEAGRI), João Carlos Oliveira.

Segundo a Seagri, o setor do cacau responde por mais de 4 mil empregos diretos e indiretos e movimenta cerca de R$ 23 bilhões anuais. Atualmente, a produção do Brasil está concentrada ainda nos estados do Pará, Espírito Santo e Rondônia. Dados da AIPC mostram que cerca de 93 mil produtores rurais se dedicam ao cacau no Brasil.

Ibirataia: CIMURC realiza visita para vistoria de implementação do Selo do SIM


Nessa terça-feira (25) Ibirataia recebeu a visita de Weldon Fagundes e Salvio Santos, representantes do Consórcio Médio Rio de Contas (Cimurc). O objetivo da reunião, que contou com a presença do Secretário municipal de Agricultura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente, João Matheus, foi alinhar os termos finais para a efetivação do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), que possibilitará que os produtos de origem animal produzidos no município possam ser negociados com os 16 municípios que fazem parte do Consórcio. Uma das empresas vistoriadas foi a Prazeres Pescados, que atua, dentre outras atividades no processamento de Tilápia.O Secretário, João Matheus, ressaltou que a prefeita Ana Cléia quer dar celeridade a implantação do SIM, pois vê nesse projeto a condição de alavancar a economia do município. Ele destacou também o trabalho desenvolvido pela Prazeres Pescados na qualidade das instalações, pelo produto diferenciado e pontuou que o selo do SIM dará o impulso para diversas empresas do município alavancarem suas vendas, gerar emprego e renda para a comunidade.

(mais…)