Sandro Régis comenta liderança de ACM Neto em nova pesquisa: “Mostra o que a gente vê pela Bahia”


O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), afirmou nesta terça-feira (20) que a liderança do presidente nacional do Democratas, ACM Neto, em nova pesquisa para a disputa pelo governo do estado reflete aquilo que tem sido observado no estado. Segundo o levantamento feito pelo instituto Real Time Big Data e divulgado pela Record TV Itapoan, ACM Neto tem 41%, contra 27% do segundo colocado, o senador Jaques Wagner (PT).

“Mais uma pesquisa divulgada hoje mostra aquilo que a gente vê pela Bahia: o povo quer ACM Neto governador. E a pesquisa chega logo após o movimento Pela Bahia na nossa região do Médio Rio de Contas. A recepção que tivemos para Neto lá é a mesma que estamos encontrando pela Bahia toda. ACM Neto é a mudança que a Bahia quer. Nosso estado voltará a ser forte e pujante novamente”, afirmou o deputado.

“O povo reconhece a gestão de ACM Neto em Salvador e quer esse modelo de administração pública, que virou referência no país, para todo o estado. É esse modelo contra a gestão do PT, que levou a Bahia a ter os piores índices de educação do país e ser o estado mais violento. Como tenho dito, Neto representa esse sentimento de mudança que o povo quer”, acrescentou.

(mais…)

ACM Neto venceria em eventual 2º turno contra Wagner ou Roma, aponta nova pesquisa


O levantamento feito pelo instituto Real Time Big Data, divulgado pela TV Itapoan/Record nesta terça-feira (20), também simulou dois cenários de eventual segundo turno. Em ambos, ACM Neto (Democratas) aparece na frente.

No primeiro cenário, na disputa com ex-governador e senador Jaques Wagner (PT), Neto aparece com 45% das intenções de voto, enquanto o petista tem 38%.

Já em um segundo cenário, contra o ministro da Cidadania e seu ex-aliado político, João Roma (Republicanos), Neto vence com maior folga, tendo a preferência de 59% dos eleitores, contra 15% de Roma. O levantamento ouviu pessoas de 79 municípios baianos. A quantidade de entrevistados não foi divulgada.

(mais…)