Ilhéus: Nome de igreja evangélica causa polêmica e viraliza nas redes sociais


O nome de uma igreja evangélica chamou atenção dos moradores da cidade de Ilhéus, no sul da Bahia. A instituição, chamada de “Mocotó com Jiló Maná do Céu”, fica no bairro Ilhéus II, na rua Laranjeira.

Um homem, que não foi identificado, gravou um vídeo em frente à igreja e criticou o nome dado pelos responsáveis da instituição. “Gente, veja bem isso aqui. Vê só se Jesus não está voltando. Existe, na bíblia, uma referência pra botar um nome desse?”, questiona ele.

Indignado, ele considera que o nome é um insulto à religiosidade. “As pessoas estão brincando com a palavra do senhor Jesus. Isso aqui, gente, podemos chamar de aberração. Jesus está voltando, meus irmãos”.

Nos comentários da publicação, pessoas dividiam opiniões. Alguns também criticaram o nome, outros achavam engraçado e alguns consideraram irrelevante. “Pobre vida de quem brinca com Deus dessa maneira”, escreveu um rapaz. Em contrapartida, uma mulher escreveu: “Eu não olho para templos, mesmo porque a igreja somos nós, nós é quem somos o templo do espírito santo, não são paredes, telhados ou nomes. Se é blasfêmia, meu irmão, eu também acho que é, mas também sabemos que a salvação é individual, aí agora é com eles e Deus”.

Depois da polêmica, os responsáveis pela instituição resolveram tirar o “Mocotó com Jiló” do nome e agora a igreja é apenas Maná do Céu.

(G1)

Segurança de shopping impede cliente de pagar almoço para menino e causa confusão na praça de alimentação


Uma criança foi impedida de almoçar na praça de alimentação do Shopping da Bahia, nesta segunda-feira (11), por um segurança do estabelecimento. A ação foi filmada e divulgada nas redes sociais. Um homem que tentou pagar o almoço para a criança que vendia doces na porta do shopping foi agarrado pelo braço pelo funcionário. O depoimento do jovem foi compartilhado no Facebook.

Kaique Sofredine afirma que a criança o abordou na porta do shopping pedindo para comprar doces. Ele disse que não iria comprar, mas ofereceu um prato de comida. O menino aceitou e entraram no shopping. O segurança os acompanhou e ao chegarem no restaurante, enquanto pediam o almoço, o segurança impediu e chegou a puxar a criança pelo braço em direção à saída. Outros seguranças foram chamados, além do coordenador. Ao final, é possível perceber que o almoço foi autorizado, mas o cliente afirma que vai processar o shopping pela atitude do segurança, que negou a tentativa de impedido. Assista:

(Bocão News)

Itagibá: Prefeito Gilson Fonseca se envolve em nova confusão


Pouco mais de dois meses após se envolver em uma confusão com um dos moradores do município (RELEMBRE O CASO), o prefeito de Itagibá, Gilson Fonseca (DEM), voltou a se envolver em uma nova polêmica. Desta vez, a confusão aconteceu durante uma manifestação contra os constantes aumentos nos preços de combustíveis, realizada durante esta sexta-feira (25), na entrada da cidade.

De acordo com testemunhas, a confusão começou quando os manifestantes, vendo que os direitos são iguais pra todos, impediram que o prefeito passasse pelo bloqueio sem antes explicar os motivos. Por sua vez, o prefeito passou a esclarecer que precisava passar para exercer sua profissão de médico, quando de repente ele perdeu o controle e tentou acabar com a manifestação. Durante o desentendimento, o prefeito ainda discutiu com um servidor público do município que estava entre os manifestantes e ameaçou cortar o seu dia de serviço. No entanto, o servidor, que não teve o nome revelado, disse que era seu dia de folga.

Boa parte da ação foi gravada e divulgada nas redes sociais. Veja o vídeo:

ITAGIBÁ: MORADORES EM APOIO AOS CAMINHONEIROS BATEM BOCA COM PREFEITO QUE QUERIA PASSAR NA TORA…. OU VAI OU RACHA…

Posted by Antonio Despacito on Friday, May 25, 2018

Ainda na noite desta sexta-feira, o prefeito divulgou um vídeo no qual relata os motivos do desentendimento. Ele diz que teria sido desrespeitado como médico e idoso e, ainda afirma que é a favor das manifestações. Veja Vídeo:

Menos politicagem e mais consciência e respeito!!! Um médico não pode ser impedido de dar um socorro, um idoso não pode ser desrespeitado! Essa é a verdade!!! #vamosterconsciencia #vamosterrespeito

Posted by Junior Fonseca on Friday, May 25, 2018

(Bahia em Dia)

Cunhada de Temer publica foto de tanque cheio e ironiza desabastecimento


Cunhada do presidente Michel Temer, Fernanda Tedeschi ironizou em uma rede social o desabastecimento causado pela greve dos caminhoneiros. Na manhã desta sexta-feira 925), Fernanda — que é irmã mais nova da primeira-dama, Marcela Temer — publicou no Instagram uma foto mostrando o tanque cheio de um carro. “Ostentação”, escreveu.

No ano passado, outra publicação de Fernanda na rede social chamou a atenção: ela manifestou apoio a uma campanha de boicote aos produtos da JBS, após executivos da empresa firmarem um acordo de delação premiada. O presidente foi o principal alvo das denúncias.

Após repercussão negativa contra funerária de Serra Dourada, verdadeira proprietária pede desculpas


Depois da grande repercussão de um vídeo que circula nas redes sociais, gravado por Josemar de Jesus Santos, fazendo referência ao “Brasil que eu quero” programa da Rede Globo, onde o empresário afirma categoricamente que “O que ele deseja para o Brasil é que morram, pelo menos, dez cidadãos do município, para que possa ganhar dinheiro de forma justa para pagar suas contas”.

O vídeo tem gerado revolta, tanto na região como em todo Brasil, especialmente dos moradores da cidade de Serra Dourada, onde a funerária tem uma das suas lojas. O fato ganhou uma repercussão tão grande, que a Associação Brasileira de Empresas e Diretores do Setor Funerário(ABREIE), emitiu uma nota repudiando a atitude do empresário presidente da empresa funerária Pax Federal.

Buscando minimizar o estrago, uma mulher fez um vídeo, dizendo ser dona da empresa Pax Federal em Serra Dourada, e pedindo desculpas pelo ocorrido. Veja os vídeos:

(Notícias da Lapa)

Emerson Sheik é citado por delator em esquema de venda de dólares


O atacante Emerson Sheik, do Corinthians, foi citado em uma das delações do doleiro Claudio Barboza, o Tony, nas investigações da Operação “Câmbio, desligo”. As informações são do jornal “O Globo”.

Segundo o delator, Sheik realizou com a ajuda de um operador brasileiro e do próprio Tony uma transação a partir de uma conta na Ásia vendendo US$ 500 mil (R$ 1,7 milhões na cotação atual) para receber o montante em reais no Brasil. Sheik também aparece nas delações de Vinicius Claret, o Juca Bala, sócio de Tony. O jogador, porém, não é alvo da operação. Emerson Sheik ainda não se manifestou sobre o assunto.

A Operação “Câmbio, desligo” é um desdobramento da Lava-Jato e cumpriu 45 mandados de prisão nesta quinta-feira no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, além de Paraguai e Uruguai. Os suspeitos integravam um sistema chamado Bank Drop, em que doleiros remetiam recursos ao exterior através de uma ação conhecida como “dólar-cabo”.Trata-se de um câmbio que envolve depósitos em contas em diferentes países, mas o dinheiro não é rastreável pelo Banco Central: doleiros recebem no Brasil e compensam em contas no exterior. Por não haver remessa, muito menos registro, o montante escapa das autoridades e dos impostos.

Segundo a polícia, eram três mil empresas offshore em 52 países, que movimentavam US$ 1,6 bilhão (R$ 5,6 bilhões). As empresas ficam em paraísos fiscais e são usadas para ocultar o verdadeiro dono do patrimônio depositado em uma conta.

(G1)

Fábio Assunção provoca acidente ao dirigir bêbado e é preso em São Paulo


O ator Fábio Assunção foi preso na manhã desta quinta-feira (03), em São Paulo. Ele dirigia embriagado quando foi levado para o 78º Distrito Policial, nos Jardins. Ele se envolveu em um acidente com outros três carros e, em seguida, foi detido. Atualmente, Fábio faz parte do elenco de “Onde Nascem os Fortes”, da TV Globo, onde dá vida a Ramiro Curió.

Mas essa não é a primeira vez. No ano passado, o ator foi preso por se envolver em uma briga em Arcoverde, em Pernambuco. Na ocasião, ele foi autuado por desacato, desobediência, resistência e dano ao patrimônio público. Ele pagou dez salários mínimos de fiança – R$ 9.370,00.

Prefeito é preso e confessa estupro de menina de 8 anos em SP


O prefeito interino de Bariri (SP), Paulo Henrique Barros de Araújo (PSDB), de 34 anos, foi preso na manhã deste sábado por raptar e abusar de uma menina de 8 anos, no Vale do Igapó, em Bauru (SP). De acordo com a polícia, ele confessou ter estuprado a menor.

Após o registro da ocorrência por flagrante de estupro de vulnerável, Araújo foi levado à cadeia de Barra Bonita, às 19h50min. Ele deverá passar por audiência de custódia neste domingo, em Bauru.Segundo apurou a Polícia Militar, que efetuou a prisão, o interino pegou a criança num conjunto residencial e se dirigiu até um matagal, onde o carro acabou caindo em um buraco. A menina conseguiu se desvencilhar do prefeito, correu e pediu ajuda a um casal. Araújo foi encontrado caminhando entre árvores. Ele tentou fugir e entrou em luta corporal com os policiais. De acordo com o registro policial, o político aparentava estar sob efeito de drogas. Uma perícia vai verificar se houve relação sexual.

O preso é presidente da Câmara de Vereadores de Bariri, cidade com cerca de 35 mil habitantes, e está no cargo de prefeito desde o início do ano passado. Em nota, a Câmara de Bariri anunciou que, na segunda-feira, de posse do registro policial, vai entrar com pedido de quebra de decoro e afastamento do prefeito. Também será discutido quem assume o cargo de prefeito até a nova eleição marcada para junho.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) marcou novas eleições para 3 de junho, pois, após o pleito de 2016, os candidatos a prefeito e vice da chapa mais votada – Francisco Leoni Neto e Benedito Mazotti, ambos do PSDB – tiveram o registro indeferido com base na Lei da Ficha Limpa.

Ibirataia: Prefeita grava áudio ameaçando denunciar moradores da zona rural após realizarem protesto


Circula desde a noite de ontem, sexta-feira (30), por meio de redes sociais, um um áudio da prefeita de Ibirataia, Ana Cléia, ameaçando denunciar os moradores das regiões da Jacutinga e Santa Rita, na zona rural de Ibirataia, pela forma que os mesmos realizaram um protesto. O manifesto foi realizado durante a manhã desta sexta-feira, onde os moradores reivindicavam melhorias no acesso às localidades (RELEMBRE A MATÉRIA).

No áudio a prefeita inicia ameaçando denunciar os manifestantes que, segundo ela, terão que consertar o que fizeram pra depois a máquina passar na região. Ainda em seu áudio, ela diz “…já pensou se agora, nesse momento, agente vai lá e passa a máquina e faz o que eles querem, isso vai acontecer em todas as outras regiões.” Ouça o áudio:

 

UM QUESTIONAMENTO 

Não querendo defender ou incentivar a maneira como foi realizado o protesto, mas faço um questionamento. Se a manifestação fosse feita de forma contrária (como por exemplo: um mutirão para recuperar o referido trecho), será que a prefeita se sensibilizaria e, de imediato, avaliaria uma data para dar inicio aos serviços de melhoria daquela estrada?, Será?

Por que este questionamento?

Porque, vale lembrar que algumas semanas atrás, um grupo de moradores da região do Paty, cansados de esperar providências por parte da gestão atual, resolveram por contra própria fazer um mutirão onde conseguiram recuperar pelo menos um determinado trecho da estrada que dá acesso aquela localidade (RELEMBRE A MATÉRIA). Para concluir, faço uma última pergunta: Será que depois desse ato, algum representante da prefeitura ou até mesmo a própria prefeita procurou os moradores do Paty para, ao menos, informa-los de um provável inicio dos serviços?, será?

(Bahia em Dia)

Itagibá: Prefeito xinga, tenta agredir morador e confusão termina na delegacia; assista os vídeos


O prefeito de Itagibá, Gilson Fonseca (DEM), ficou desnorteado durante uma confusão com um dos moradores do município, nesta sexta-feira (9). A ação foi gravada e divulgada nas redes sociais. Na confusão, o prefeito xingou o morador e partiu para a agressão. Todos foram levados para a delegacia da cidade.

A confusão é iniciada quando uma viatura é chamada pelo morador. “O bandido é ele, ele fica ligando na rádio me esculhambando. Que não me respeita como autoridade. Eu sou uma autoridade. Moleque é você, vagabundo. Vou lhe processar”, diz o prefeito ao morador na frente dos policiais. Eles entram na viatura.

No segundo vídeo, em frente à delegacia, a briga continua e o prefeito, ainda descompensando, vai em direção à vítima para agredi-lo, mas é apartado por um grupo de assessores e outros moradores. Irritado, o prefeito grita contra o morador: “filma mesmo, seu Bolsa Família”.

Não é a primeira vez que o prefeito de Itagibá é envolvido em escândalos. Em janeiro de 2017, Gilson foi nomeado em cargo comissionado na prefeitura de Jequié.

(Bocão News)