Itagibá: Lotação em cemitério do distrito do Japomirim gera reclamação de moradores


A lotação do único cemitério do distrito do Japomirim, município de Itagibá, vem gerando reclamação de moradores da localidade. No último sábado, 17, familiares de uma senhora ficaram revoltados durante o sepultamento do corpo da mulher. “Minha tia foi enterrada lá e infelizmente não foi da forma que esperávamos. A família toda ficou revoltada, pois não tem mais lugar. Tiveram que retirar dois caixões para colocar o dela. Os ossos que estavam nos outros caixões foram colocados em dois sacos junto com o caixão dela na gaveta. Minha avó foi enterrada lá e também foi da mesma forma”, reclamou um integrante da família.

Prefeitura comenta situação do cemitério

De acordo com a assessoria de comunicação do município de Itagibá, a administração está ciente do problema da superlotação do Cemitério do distrito de Japomirim e medidas estão sendo tomadas para solucionar o problema. Inclusive com a construção de novas gavetas para a realização de novos sepultamentos, o que não finaliza o problema. “Esforços estão sendo feitos para a aquisição de novas áreas para a ampliação ou construção de um novo cemitério. De preferência, está sendo tentado a ampliação do atual cemitério. O Departamento Jurídico do município está em contato com proprietários de terrenos, vizinhos ao cemitério, para compra ou até mesmo desapropriação”, informou a assessoria de comunicação.

(Giro Ipiaú)

Ex-secretário de Saúde de Ibirataia assume Hospital Geral de Ipiaú


O ex-secretário municipal de Saúde de Ibirataia, Alexandro dos Santos Miranda, foi nomeado para assumir a direção do Hospital Geral de Ipiaú (HGI). O decreto da nomeação foi publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (20) e assinado pelo governador do estado, Rui Costa.

Atualmente ocupante de cargo de Diretor, símbolo DAS-2D, da Diretoria de Gestão da Rede Própria, da Superintendência de Atenção Integral à Saúde, da Secretaria da Saúde no Estado da Bahia, Miranda assume as funções de diretor do HGI quase um mês após a exoneração do ex-diretor João Henrique Sampaio Cruz.

(Bahia em Dia)

Gongogi: Prefeitura será denunciada ao MPF por suspeita de fraude de documentos públicos


O Conselho do Fundeb do município de Gongogi apresentará denúncia ao Ministério Público Federal contra atos ilícitos da gestão de Edvaldo dos Santos, o Kaçulo. Segundo o órgão, o município fraudou o parecer relativo a prestação de contas dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB aplicados pela prefeitura de Gongogi, referente ao exercício financeiro de 2017, apresentando outra decisão divergente do Conselho Municipal.

O documento adulterado foi apresentado na prestação de contas junto ao Tribunal de Contas dos Municípios – TCM-BA com a chancela falsa do Conselho, uma vez que o verdadeiro parecer questiona mais de dez irregularidades na utilização da verba do Fundeb, dentre elas, a falta de transparência da utilização do remanescente deixado em caixa pelo ex-gestor Altamirando de Jesus Santos, o Sapão, que segundo a APLB-Núcleo de Gongogi, o município deixou de pagar os servidores da educação mesmo tendo restos a pagar. (mais…)

Iguaí: Motoristas autônomos realizam ato em repúdio a Lei 13.855


Motoristas autônomos do transporte alternativo do município de Iguaí realizou, na noite desta quinta-feira (15), uma carreata em repúdio a aprovação da Lei nº 13.855, sancionada pelo atual Presidente da República, Jair Bolsonaro, em de 08 de Julho de 2019.

Logo no início da noite foi iniciada a concentração das pessoas e veículos no portal de entrada da cidade, que fica na BA-262, saída para Ibicuí. Em seguida os veículos percorreram as principais ruas do município.

Durante todo o percurso os manifestantes faziam uso do carro de som e transmitiam à população o motivo do ato. Segundo Cleidson Santos, conhecido como “Tadeu”, com a aplicação da nova Lei tanto os trabalhadores do transporte alternativo quanto a população será prejudicada. Primeiro pelo alto número de pessoas que perderão o emprego e, segundo pela diminuição da oferta de veículos para o transporte de pessoas, o que aumentará os preços das passagens de devido a falta de concorrência do sistema tradicional com o transporte alternativo.

O ato foi encerrado na Praça Manoel Novaes (Praça da Igreja Católica). No local os motoristas fizeram um grande círculo de mãos dadas e rezaram a oração do Pai Nosso.

Lei nº 9.503 – A nova Lei altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que “Institui o Código de Trânsito Brasileiro”, para dispor sobre transporte escolar e transporte remunerado não licenciado.

Gongogi: Ex-vice-prefeita morre e outra pessoa fica ferida após carro cair em ribanceira na BR-101


A ex-vice-prefeita do município de Gongogi, Eloísia Fernandes de Sousa Macedo morreu e uma outra pessoa ficou ferida em um acidente de carro, na manhã desta sexta-feira (15), na BR-101, em trecho do município de Itapebi.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o carro em que as vítimas estavam caiu em uma ribanceira após sair da pista. O acidente ocorreu por volta das 11h, no KM 663, nas proximidades da ponte do Rio Jequitinhonha. Estava chovendo bastante na região no momento em que as vítimas passavam no local, mas não se sabe ainda se a pista molhada pode ter sido a causa do acidente.

De acordo com a PRF, o motorista do veículo não teve ferimentos. Já a pessoa ferida, que não teve a identidade divulgada, foi socorrida e levada para o Hospital Regional de Eunápolis. Não há detalhes sobre o estado de saúde dela. O corpo da ex-prefeita foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Porto Seguro.

Em nota, a Prefeitura Municipal de Gongogi lamentou o acidente, se solidarizou com a família de Eloísa Fernandes e decretou luto oficial de 3 dias pela morte da vítima, que era professora e também já tinha sido vereadora da cidade.

No comunicado, a prefeitura ressaltou a trajetória da vítima. “Mulher batalhadora, mãe de família, defensora das causas sociais, pois assim entrou para a política, onde foi vereadora por dois mandatos e vice-prefeita por um mandando. Ensinava no município e era querida no povoado de Nova Palma. Eloísia deixa uma grande lacuna em meio aos que ficam”, diz a nota.

As causas do acidente serão investigadas pela Polícia Civil.

(G1)

Lafaiete Coutinho: Prefeito João Véi é punido por desvio de função de servidores


Na sessão desta quarta-feira (14/08), o Tribunal de Contas dos Municípios julgou procedente a denúncia formulada contra o prefeito de Lafaiete Coutinho, José Freitas de Santana Júnior, mais conhecido como “João Véi”, por irregularidades provenientes da existência de desvio de função quanto a alguns servidores que, embora admitidos ao serviço público mediante concurso para algumas áreas da administração, passaram a exercer o cargo de professor em flagrante desvio de função, no exercício de 2018. O relator do processo, conselheiro Francisco Netto, multou o gestor em R$2 mil.

Segundo a denúncia, a servidora Diana Oliveira da Silva é ocupante do cargo de Guarda Municipal, todavia, foi designada para exercer o cargo de Professor na Creche Municipal Tia Lica no período de 2016 e 2018. Já Hervanes Lessa da Silva, ocupante do cargo de Telefonista, foi designada para exercer o cargo de Professor por 24 anos. Atualmente exerce o cargo de Coordenadora da EJA (Educação de Jovens e Adultos). Por sua vez, a servidora Carlizia Pacheco da Silva, ocupante de cargo na área de saúde, exerce, desde 1994, cargo na educação – atualmente, cargo de Professor na Creche Municipal Tia Lica. A servidora Fernanda dos Santos Andrade, ocupante do cargo de Serviços Gerais, exerce o cargo de Professor do ensino fundamental I na Escola Waldemar Themístocles dos Santos. Por fim, a servidora Silene Gonçalves Santana, também ocupante do cargo de Serviços Gerais, exerce o cargo de Professor do ensino fundamental I na Escola Waldemar Themístocles dos Santos. (mais…)

Ibirataia: Município é contemplado com mais de R$ 5 milhões para obras de eletrificação rural


Para levar energia elétrica a essas famílias, muito teve que ser feito. Os investimentos de mais de 5 milhões de reais, contemplam diversas localidades rurais do município de Ibirataia. Frequentemente, a expressão “sair do escuro” está relacionada a uma nova vida, em que se enxergam mais recursos e há mais esperança. Muitas vezes, a luz é sinônimo até mesmo de perspectivas.

É isso o que o vereador Juca Muniz, tem buscado incansavelmente junto ao Ministério de Minas e Energia, a Superintendência de Energia Elétrica do Estado da Bahia e a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), proporcionando à chegada da energia elétrica as famílias de diversas regiões da zona rural. “Estou muito feliz em poder contribuir para o desenvolvimento do nosso povo” comentou Muniz.

Aiquara: Presidente da Câmara, Pequinho, anuncia rompimento com prefeito Delmar Ribeiro


Na abertura dos trabalhos do segundo semestre do Legislativo, nesta segunda-feira (12), o presidente da Câmara Municipal de Aiquara Péricles Ferreira Alves, mais conhecido como “Pequinho”, anunciou durante a sessão, rompimento institucional com o atual prefeito Delmar Ribeiro.

O presidente salientou a necessidade de uma mudança de postura, justificando que não dá mais para só cobrar e não obter respostas do Governo Municipal: “Se faz necessário ações concretas para atender às demandas e necessidades do povo desta cidade e por esse motivo a partir de hoje não mais me calarei”. Referendou o vereador Pequinho.

Ele ratificou também o apoio dos deputados Sandro Régis e Antônio Brito na luta por melhorias para o município, através de emendas parlamentares destinadas a esse propósito, algumas destas recusadas pelo governo anterior, no qual o atual prefeito era vice chefe de gabinete e se dizia “atuante”. Emendas estas principalmente nas áreas de saúde e educação. (mais…)

Manoel Vitorino: MP entra com ação para município pagar multa de quase R$ 2 milhões por descumprimento de acordo


Na última sexta-feira, 09 de agosto, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) entrou com uma ação para que o município de Manoel Vitorino pague multa no valor de R$ 1.928.410,06 milhões. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (12).

O motivo é o descumprimento de obrigações assumidas no documento no qual o prefeito se comprometeu a regularizar o Sistema Municipal de Meio Ambiente e a elaborar a Lei de Política Municipal de Meio Ambiente (PMMA).

Segundo o promotor de Justiça Maurício Foltz Cavalcanti, autor da ação, o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi firmado em 26 de agosto de 2014. Ele ressaltou que o município se comprometeu a estruturar seu órgão ambiental, mas “tal declaração não passa de falácia, pois a administração municipal deixou de cumprir as obrigações constantes no TAC, inclusive, esperou por mais de quatro anos, mesmo sendo notificado, anteriormente, para declarar a incapacidade de exercer a competência de gestão ambiental”. Para o promotor de Justiça, o município deixou de dar a devida proteção à utilização dos bens ambientais e a preservação do ambiente natural. O município tem o prazo de 30 dias para interpor recurso.

(Bahia em Dia)