Teolândia: Ex-prefeito Antônio Junior é condenado há mais de dois anos de detenção


O ex-prefeito de Teolândia, Antônio Junior (PMDB), foi condenado pelo Tribunal de Justiça da Bahia em uma ação que ele foi acusado de homicídio culposo, por dirigir e matar uma criança de 11 anos, no ano de 2007, quando ele era prefeito da cidade.

O ex-prefeito foi condenado pelo crime a dois anos e um mês de detenção, a ser cumprida em regime aberto. A pena privativa de liberdade foi substituída por duas restritivas de direito: pagamento de indenização aos pais da vítima no valor de 100 salários mínimos e prestação de serviços à comunidade ou entidades públicas, a serem especificadas pelo juízo da Execução Penal. O ex-prefeito recorreu da decisão ao STJ, como não obteve êxito, o Desembargador Carlos Roberto Santos, determinou que o juiz de Wenceslau Guimarães, ficará responsável pela a execução do acórdão da sentença, como pagamento da indenização aos pais da vítima e prestação de serviços à comunidade.

(Políticos do Sul da Bahia)

Itamari: Prefeitura pretende gastar todo mês quase R$ 80 mil reais em sete locações


Os quase R$ 80 mil reais serão gastos com a locação de seis imóveis e um terreno numa área rural do município. De acordo com o próprio Diário Oficial, só no terreno que será utilizado como lixão, serão pagos mensalmente R$ 36 mil reais. A área está localizada na fazenda Nova Alegria, zona rural de Itamari. Os valores das outras locações variam entre R$ 7.200,00 (Sete Mil e duzentos) e R$ 8.400,00 (Oito Mil e quatrocentos) reais.

Dos seis imóveis, três vão custar a bagatela de R$ 7.200,00, um no valor de R$ 7.800,00, um de R$ 6.000,00 mil, e outro de R$ 8.400,00. Os alugueis estão na rua Independência, Manoel Canuto, Pedro Ribeiro, Vilson Clériston Andrade Menezes e Juvenal Costa e vão funcionar como Escola Municipal, CRAS, Assistência Social, Sec. de Educação, Sec. de Agricultura e uma para servir de moradia para uma médica cubana.

(Diário Paralelo)

Camamu: Alvo da Ficha Limpa, prefeita Ioná diz que não foi cassada e segue ‘tranquila’ no cargo


A prefeita de Camamu, Ioná Queiroz, alvo de investigação de um processo da Lei da Ficha Limpa disse ao Varela Notícias, nesta terça-feira (06), que não foi cassada e segue mandato normalmente, contrariando boatos da cidade. “Estou tranquila e sigo como prefeita. Não há possibilidade do meu mandato ser cassado”, afirma.

Ioná já foi prefeita de Camamu, em 2009, e é julgada em um processo que resultou na sua cassação na época, o qual a acusa de ter distribuído quentinhas e roupas durante a campanha de 2008, o que, acredita a acusação, poderia ter facilitado a vitória da política no pleito eleitoral. “O que ocorreu foi que pessoas que estavam fazendo campanha para mim foram até uma localidade de Camamu distribuir panfletos e como lá não tinha restaurante eles levaram quentinhas pra almoçar. Esse processo é uma piada, não tem fundamento”, diz Queiroz.

O caso voltou à tona nas eleições passadas quando Ioná novamente concorreu às eleições na cidade e venceu em 2016, com mais de dois mil votos de diferença para o segundo colocado, e agora administra novamente a cidade. Com isso, segundo ela, a oposição está tentando criar situações para fragilizar a sua gestão.

“Lá atrás, quando fui prefeita pela primeira vez, eu não tinha um grupo político, tinha um trabalho nas comunidades porque sou economista e sempre trabalhei com projetos. Fiz inclusão social em muitas localidades. As pessoas começaram a falar: ‘Ioná por que você não se candidata?’”, lembra. “Em oito meses, eu  fiz minha campanha e venci com 34% do votos, contra 32% do segundo colocado e 30% do terceiro. Isso gerou um desconforto na oposição que se juntou contra mim e, a partir daí, entrou com 14 processos. Cada um mais piada do que o outro”, analisa a prefeita.

Um desses processos é o das quentinhas, que foi julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), no qual Ioná foi considerada inocente, e o qual agora segue no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O  advogado da prefeita, Sidney Neves, diz que no último dia 1º de março, o plenário do TSE acompanhou a ministra Rosa Weber, determinando a continuidade do julgamento, não só do recurso contra Ioná, mas de todos os prefeitos que eram alvos da Lei da Ficha Limpa. “O TSE julgará o mérito do recurso da coligação adversária contra a candidatura de Ioná, pois o registro dela foi deferido pelos seis juízes do Tribunal Regional Eleitoral, portanto, unanimemente”, explica.

(Varela Notícias)

Ibirataia: Vereador Bira da Topic prestigia reinauguração da sede da Merenda Escolar


O vereador Bira da Topic participou na manhã desta segunda-feira (05), da reinauguração da sede da Merenda Escolar, localizada na Avenida Getúlio Vargas, próximo ao Clube Social.Durante a reinauguração do prédio, o vereador Bira juntamente com a prefeita Ana Cléia, com a secretária de Educação Rubenia Galvão, e com as demais autoridades locais fizeram uma visita em todos os compartimentos do espaço. Para Bira, agora, o espaço conta com uma estrutura totalmente reformada e adequada ao armazenamento da merenda escolar da rede municipal de ensino. “Hoje este espaço está transformado. A reforma era essencial para proporcionar garantia da qualidade aos produtos e também a saúde dos nossos alunos”, disse o parlamentar.

Ainda de acordo com o Bira, a atual gestão tem se mostrado comprometido com a qualidade de ensino e dos produtos que integram a alimentação dos alunos do município. “Quero enfatizar o empenho e esforço da prefeita Ana Cléia e da secretária Rubenia para que a rede municipal de educação tivesse uma merenda de qualidade desde do primeiro ano do seu mandato”, finalizou o edil.

(Bahia em Dia)

Mário Negromonte e outros três políticos do PP viram réus na Lava Jato


A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) acolheu nesta terça-feira (6) a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal contra quatro políticos do PP pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Com a decisão, os deputados José Otávio Germano (RS) e Luiz Fernando Faria (MG) e os ex-deputados João Pizzolatti (SC) e Mário Negromonte (BA) se tornaram réus. A partir de agora, eles responderão a uma ação penal no STF.

Procurado, Germano divulgou nota na qual negou envolvimento com o caso e disse que apenas recebeu doações de campanha, todas declaradas à justiça eleitoral. O G1 busca contato com os demais políticos. Na mesma sessão, os ministros da Segunda Turma rejeitaram a denúncia contra os deputados Arthur Lira (AL), Roberto Britto (BA) e Mário Negromonte Júnior (BA).

Como votaram os ministros

Nos casos de João Pizzolatti e Mário Negromonte, a denúncia foi recebida por unanimidade. Já nos casos de José Otávio Germano e Luiz Fernando Faria, a denúncia foi aceita 3 a 2. A favor, votaram: Edson Fachin, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski. Os ministros Dias Toffoli e Gilmar Mendes votaram contra o recebimento. A rejeição da denúncia contra Mário Negromonte Júnior, Roberto Britto e Arthur Lira foi por unanimidade.

(G1)

Ibirataia: Vereador consegue R$ 500 mil para saúde através de emenda do Dep. José Nunes


A partir de emenda parlamentar do deputado federal José Nunes Soares (PSD), Ibirataia vai receber, nos próximos meses, R$ 500 mil em investimentos destinados a melhorias na saúde do município. Os recursos foram destinados via Ministério da Saúde através de uma solicitação do vereador Ravi Machado ao deputado José Nunes.

“A prefeitura sozinha não consegue arcar com todas as demandas. Nós, vereadores, estamos nas ruas, ouvimos a população e pude em conversa com a prefeita Ana perceber em que poderia ajudar. Me comprometi em pedir esse recurso ao deputado. Agora, fico feliz em ver os investimentos chegando e fortalecendo a saúde no município”, salientou o vereador Ravi.

A prefeita do município, Ana Cleia, agradeceu ao deputado José Nunes e ao vereador Ravi Machado pela viabilização da emenda, pontuando que planejar, captar recursos e organizar investimentos para a saúde é sua prioridade.

“Ficamos gratos por ter recebido esse apoio do vereador Ravi e do deputado José Nunes na captação desse recurso junto ao Ministério da Saúde”, disse Ana Cleia que acrescentou, “é uma vitória para Ibirataia receber a notícia que virão recursos para a saúde, mesmo em tempos de crise, possibilitando avanços e melhorias aos nossos pacientes. Isso tudo graças ao comprometimento e a união da classe política para atender as demandas da população”.

Por sua vez, o deputado frisou, “Ibirataia tem essa demanda e vi a oportunidade de poder colaborar com o município, buscando e insistindo no ministério, pois bem lembrou a prefeita, estamos em tempos de crises. Fico feliz em poder ajudar Ibirataia e todo o seu povo”.

(Bahia em Dia)

Ibirataia: Sandro Futuca pede exoneração do cargo de secretário de Governo


O Secretário Municipal de Governo da Prefeitura de Ibirataia, Alexsandro Freitas Silva, popular “Sandro Futuca”, anunciou nesta sexta-feira (02), a sua saída do cargo no governo. Em nota publicada em redes sociais, Futuca demonstra que os motivos de sua saída são particulares e não dizem respeito a nenhum tipo de desacordo junto a Prefeitura.

Ainda em nota, ele agradece a confiança nele depositado durante o período em que exerceu o cargo, “sou grato em especial ao eterno amigo Júlio Leal (in memoriam), a prefeita e também amiga Ana Cléia pela confiança a mim e que tem e sempre terá meu apoio e minha amizade de forma incondicional”, disse Futuca que acrescentou, “nesse momento, estarei me ausentando temporariamente das funções no município e darei continuidade a projetos pessoais e profissionais que necessitam da minha presença”.

Sandro Futuca que assumiu o cargo em abril de 2017, durante este período, também atuou como secretário de Administração e Finanças e secretário de Gestão.

Confira a nota na íntegra

Prezados Amigos,

Mais uma etapa cumprida e por isso não posso deixar de agradecer a todos que diretamente ou indiretamente contribuíram com a gestão na Secretaria de Administração e Finanças, na Secretária de Gestão e na Secretaria de Governo.
Nenhuma atividade independente de ser ou não no exercício da função pública se realiza sozinho, todos precisam do coletivo. E para minha sorte a equipe que compõe o quadro é participativa e abraçou com garra o trabalho em prol de ver uma Ibirataia melhor e mais confiante.
Sou grato em especial ao eterno amigo Júlio Leal (in memoriam), a prefeita e também amiga Ana Cléia pela confiança a mim e que tem e sempre terá meu apoio e minha amizade de forma incondicional.
Assumi em abril de 2017 e embora pareça curto o período, digo que tempo necessário para contribuir com a gestão e com a população de Ibirataia.
Nesse momento, estarei me ausentando temporariamente das funções no município e darei continuidade a projetos pessoais e profissionais que necessitam da minha presença. Os projetos da Secretaria terão continuidade através do novo secretário, saibam que estarei sempre por perto pela relação que tenho com a cidade e com os amigos.
Meu muito obrigado a todos.
Alexsandro Freitas Silva
(Bahia em Dia)

Na Bolívia, população amarra prefeito por não cumprir promessas


Moradores de uma comunidade em San Buenaventura, ao Norte de La Paz, na Bolívia, amarraram o prefeito da cidade a um instrumento de tortura conhecido como berlinda, usado na Idade Média, acusando-o de não cumprir promessas da campanha eleitoral. Javier Delgado teve a perna direita presa à berlinda por habitantes de San José de Uchupiamonas, situada a 50 quilômetros da prefeitura de San Buenaventura. Imagens da “punição” estão circulando nas redes sociais. Segundo a imprensa local, o prefeito ficou preso durante aproximadamente uma hora, no último fim de semana. Ele já teria passado por duas situações semelhantes, em 2015 e 2016.

Para Delgado, entretanto, o que aconteceu “foi uma total confusão, uma distorção de informações motivada por pessoas com interesses pessoais e políticos que estariam buscando revogar meu mandato”, disse o gestor ao jornal local “El Deber”. “Tenho os vídeos em que me pedem desculpas em público. Se trata de uma intransigência por informações falsas, por desinformação intencional”, afirmou ele.

A ideia do prefeito era visitar comunidades para entender suas necessidades, mas moradores de San José, insatisfeitos com a gestão de Delgado, decidiram castigá-lo. Ele estava lá para entregar um galpão construído pela prefeitura, segundo a rádio “Fides Trinidad”. Finalizada a punição, os moradores se reuniram para conversar com o prefeito. Delgado não fez menção de responsabilizar as pessoas criminalmente pelo que aconteceu, mas disse ter sentido “uma profunda tristeza porque a população não está informada”. Ele também afirmou que aquela foi uma punição “mais do que física, moral”.

Camamu: Prefeita perde do TSE e pode perder o mandato


Nesta semana a prefeita de Camamu, loná Queiroz (PT), sofreu uma derrota no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e corre risco de ser cassada. O TSE deu provimento ao agravo para julgar o mérito do recurso. A oposição entrou com recurso na base da ação no precedente de Tianguá/CE, cuja análise de constitucionalidade está pendente de julgamento no Supremo Tribunal Federal.

ENTENDA O CASO: Para entender, loná teve uma condenação em 2008, e existe uma discussão sobre quando vence os oito anos de inelegibilidade, ou em 2 ou 5 de outubro de 2016. No caso de Tianguá, a maioria dos membros do TSE entenderam que vence em 5, com isso Ioná terá seu registro indeferido e mandato cassado.

DECISÃO DO STF COMPLICOU SITUAÇÃO DA PREFEITA: O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira (1º) manter a aplicação da Lei da Ficha Limpa a políticos condenados por abuso de poder em campanha antes de 2010, quando a lei entrou em vigor.

(Políticos do Sul da Bahia)

Ibirataia: Sessão é encerrada após bate-boca entre vereadores


Em mais uma etapa da situação política cada vez mais confusa que passa o município de Ibirataia, na noite desta segunda-feira (26), a sessão ordinária da Câmara Municipal de Ibirataia, teve que ser encerrada antes do horário previsto. O plenário do Legislativo se transformou em palco de polêmica com discussão verbal, que quase descamba para a violência física, entre o presidente do Legislativo, vereador Marcos Pina e o vereador Ravi Machado.

Tudo começou quando o vereador Ravi solicitou ao presidente da Casa acesso ao relatório financeiro da Câmara. Por sua vez, o vereador Marco Pina declarou se sentir constrangido com o pedido e partiu para o ataque, chegando ao ponto de se levantar como se fosse partir para a agressão física.

Enquanto os edis discutiam aos gritos, o povo presente no salão da Câmara provocava os vereadores questionando sobre um projeto polêmico aprovado recentemente que chamou negativamente a atenção na região: “Cadê o décimo terceiro?”, questionavam populares no meio da briga. Em meio à desordem, a sessão teve de ser interrompida e encerrada. Confira o vídeo de Rahiana Costa:

(Ipiaú on Line)
0
Web Design BangladeshWeb Design BangladeshMymensingh