Ibirataia: Em visita ao polo regional da EMBASA vereadores cobram melhorias no abastecimento de água


A falta d’água tem sido um dos temas mais debatidos na Câmara Municipal de Vereadores de Ibirataia. Preocupados em ajudar a resolver o problema da falta de abastecimento de água à população ibirataense, os vereadores Charles Mosquito e Antônio Carlos dos Santos Gomes (Toi de Berenga), visitaram no último final de semana o polo regional da Embasa, na cidade de Jequié, onde reivindicaram melhorias no sistema de captação de água do município.

Os Edis reivindicaram ao engenheiro da Embasa, Srº Leonardo Novais Filho, projetos que viabilizem melhorias no sistema de captação e tratamento da água, a revitalização da nascente e leito do Rio Água Branca, para que seja garantido de forma sustentável o acesso a água. Na oportunidade foi solicitado ao setor de arrecadação e faturamento da empresa o cancelamento das contas/faturas referentes aos meses em que não houve o fornecimento regular de água à população.

Aurelino Leal: Mais de uma tonelada de carne é apreendida; fazendeiro é multado em R$ 20 mil


Mais de uma tonelada de carne foi apreendida nesta quinta-feira (20), na cidade de Aurelino Leal, após denúncia anônima. O dono do material é um fazendeiro, pego em flagrante transportando a carne, que estava coberta com uma lona, em um carro sem refrigeração. A apreensão foi feita por uma equipe da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada a Secretaria da Agricultura da Bahia (Seagri), que também multou o homem em R$ 20 mil.
Conforme Adab, o fazendeiro confessou que fazia abate ilegal de gado na propriedade dele, situada na zona rural do mesmo município onde a carne foi encontrada. Foram apreendidos ainda quatro carcaças bovinas com vísceras. Segundo a equipe da Adab, são matérias impróprios para consumo humano, porque foram abatidos em locais impróprios, sem procedência. Ainda conforme a agência, o abate correto deve ser em frigorífico credenciado, com inspeção de médico veterinário para saber a procedência do gado. Na região sul da Bahia, o pecuarista paga para o abate, uma taxa entre R$ 40 e R$ 60 por cada cabeça de gado. O material apreendido foi incinerado ainda na tarde desta quinta-feira, em Itabuna. A adab também abrirá processo administrativo contra o fazendeiro e vai fiscalizar a propriedade. (G1)

Ibirataia: Após serem recebidos por vereadores, técnicos da SIHS avaliam problema no abastecimento de água


O problema de abastecimento de água em Ibirataia está perto de ser solucionado. Na tarde desta quarta-feira (19), o engenheiro da SIHS (Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento), José Moreira, e o supervisor de tratamento da Embasa, Fernando, chegaram ao município para avaliar a situação e estão elaborando um relatório que será encaminhado à SIHS. A visita ocorre após solicitação que o deputado Eduardo Salles fez ao secretário da SIHS, Cássio Peixoto, a pedido do ex-prefeito Marcos Aurélio, na última terça-feira (18), quando o deputado explicou a urgência da demanda, pois a população está sem acesso a água de qualidade há mais de 15 dias.

Os técnicos foram recebidos pelos vereadores Ronaldo Tinôco, Juca Muniz e Antonio Santos de Jesus (Peruca), e o gerente local da Embasa, Nilmar, quando visitaram o sistema de captação de água do município. De imediato, foram solicitados produtos para limpeza e tratamento da água.

Ibirataia: Eduardo Salles solicita regularização no abastecimento de água para o município


Em audiência com o secretário da SIHS (Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento), Cássio Peixoto, e o diretor geral David Simões, nesta terça-feira (18), o deputado estadual Eduardo Salles, solicitou providências para que o problema de abastecimento de água em Ibirataia seja solucionado. A questão foi discutida entre o parlamentar e o ex-prefeito, Marcos Aurélio, ainda na segunda-feira (17). O ex-prefeito não participou da audiência na SIHS em função de compromissos assumidos anteriormente em Ibirataia. O deputado explicou ao secretário Cássio Peixoto que a população vem sofrendo com problemas no abastecimento, seja pela falta de água nas torneiras ou pela má qualidade da água que chega às residências do município. “O ex-prefeito me relatou a dificuldade que o povo de Ibirataia está vivenciando e prontamente entrei em contato com o secretário para que possamos assegurar o acesso à água de qualidade”, ressalta o parlamentar.

Durante a audiência, Cássio Peixoto entrou em contato com o presidente da Embasa, Rogério Cedraz, pois a empresa é hierarquicamente ligada à Secretaria e ficou acordado que técnicos da Embasa e da SIHS irão até Ibirataia nesta quarta-feira (19).  “Nosso pessoal irá até o município para avaliar o problema e elaborar um relatório apontando os problemas e quais ações serão adotadas, de forma imediata, para que possamos regularizar o abastecimento e qualidade da água no município”, garantiu o secretário.

Eduardo Salles aproveitou para agradecer ao secretário e irá acompanhar a situação até que esteja resolvida. “Agradeço o secretário Cássio Peixoto pela atenção ao atender esta demanda. Como representante político de Ibirataia, este é o meu papel, buscar ações que resolvam e atendam às demandas da população. Junto com o ex-prefeito Marcos Aurélio e nosso grupo político, iremos continuar trabalhando por ações que melhorem a vida da nossa gente”, destaca o deputado.

Ibirataia: vereadores visitam Unidade de Captação de Água e cobram da EMBASA melhorias no abastecimento


Vereadores visitaram nesta segunda-feira (10) a Unidade de Captação de Água que abastece a cidade de Ibirataia. Segundo o presidente da Câmara Municipal, vereador Marco Pina, foi constatado pelos Edis que a dificuldade no abastecimento de água à população tem sido causada pela grande concentração de matéria orgânica provocada pelas fortes chuvas ocorridas nas últimas semanas em nossa região, por isso torna-se necessário que a EMBASA encontre soluções para este problema que vem ocorrendo constantemente, provocando transtornos à comunidade. “Tem que ver de perto para acreditar. A água está muito escura e com um cheiro insuportável. A lama tomou conta do leito do rio Água Branca inviabilizando o abastecimento a toda nossa população. Por este ser um problema que ocorre constantemente, a Câmara de Vereadores irá promover uma Audiência Pública para que haja um amplo debate entre o Poder Legislativo, Poder Executivo, Comunidade e Embasa a fim de resolvermos este grave problema.” Disse o vereador.
A Embasa, está tentando normalizar em caráter de urgência o serviço de abastecimento, e para isto encaminhou alguns técnicos à captação de água. Dentre os meios adotados para a intensificação do tratamento da água está a utilização de cloro gás, uma medida que de acordo com o Srº Fernando Reis (Engenheiro Químico da Concessionária), ajudará a acelerar o processo de tratamento da água. Outra ação necessária segundo o mesmo, foi a abertura da contenção de água, o que ajudou para a diminuição da sujeira contida no poço onde fica instalado o sistema de captação da água. Além do Presidente da Câmara, Marco Pina, estiveram também na visita os vereadores Charles Mosquito, Bira da Topic, Chafick Luedy e Ronaldo Tinôco. Todos sugerem uma atitude imediata por parte da EMBASA, para que o problema seja sanado uma vez por todas.

Ibirataia: Vereador Ravi Machado cobra solução por parte da embasa e faz duras criticas


O vereador Ravi Machado, recebeu através de ofício da comunidade duras críticas à EMBASA, estatal responsável pelo fornecimento de água potável no município de Ibirataia. Ele logo se comprometeu em brigar pela causa da comunidade e durante sessão desta segunda-feira (10) foram questionadas várias questões envolvendo a EMBASA, Ravi questionou os interrompimentos que vem sendo frequente e que isso não é admissível, solicitou que parte do dinheiro arrecadado mensalmente pela estatal seja destinado em carater de urgência à melhoria do sistema de captação de água, já que o mesmo não vem suportando a demanda do município em dias de chuva, conforme nota oficial da estatal. “A água que estamos recebendo, está apresentando cor e odor, com baixa qualidade, ficando imprópria para consumo.” Destacou Ravi.

Em tempo, demonstrou insatisfação ao citar que alunos estão sendo prejudicados na escola, que as pessoas carentes não tem condições de adquirir água mineral e o comercio vem sofrendo com prejuízos. Ele pediu a ajuda dos demais vereadores, para que possam junto com a comunidade tomar medidas cabíveis pra que o problema seja resolvido o quanto antes.

Nossa equipe entrou em contato com o vereador, que se mostrou revoltado com a situação, ele informou que caso o problema não venha ser sanado, está disposto a tomar as medidas cabíveis, levando amostras da água para análise em laboratório, e protocolando uma denuncia formal aos órgãos competentes.  (Tribuna de Ibirataia)

Pres. Tancredo Neves: Secretário de Saúde sofre acidente de carro na BR-101


O secretário de Saúde do município de Presidente Tancredo NevesRoberto Reis, sofreu um acidente de trânsito na BR-101, na manhã desta segunda-feira (10). O acidente ocorreu próximo ao Distrito de Moenda, em Presidente Tancredo Neves.

De acordo com informações, quando o secretário conduzia um veículo Chevrolet modelo Agile, acabou perdendo o controle da direção, saiu da pista, vindo a capotar em uma ribanceira às margens da rodovia. Roberto foi socorrido para o Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus, onde felizmente passa bem. (Bahia em Dia)

Ipiaú: Mulher morre após parto a caminho de Jequié; Direção do HGI divulga versão oficial


Foi sepultado na tarde deste domingo (02) o corpo de Lucia de Jesus Martins, 38 anos de idade, mãe de nove filhos. Em contato com a reportagem do IPIAÚ ON LINE, a família de Lúcia, que residia no final da Avenida Dois de Dezembro, em Ipiaú, contou que ela estava com trinta e três semanas de gravidez e que, ao procurar o Hospital Geral de Ipiaú (HGI) na sexta feira (31) com convulsões, teria sido orientada pelo médico de plantão a voltar para casa.

Ainda conforme o relato da família, no dia seguinte Lúcia teve convulsões mais fortes e, por volta das 18:30hs, foi transferida em ambulância do HGI para a Santa Casa de Misericórdia em Jequié. No meio do caminho, ocorreu o parto espontâneo da criança.

hgiipiau

Parentes disseram que o atraso na transferência para a cidade vizinha teria sido o fator que gerou forte hemorragia e consequente morte da parturiente.

A reportagem do IPIAÚ ON LINE entrou em contato com o diretor do HGI, João Henrique, que divulgou versão oficial a respeito do caso. De acordo com o coordenador, o hospital está com falta de anestesista e não dispõe de leito de UTI para realizar parto prematuro. “Mesmo assim ela foi atendida por um médico do hospital. Após o parto na ambulância, voltou para o HGI onde foram realizados os primeiros cuidados para que depois ela fosse transferida para a Santa Casa, onde ocorreu forte sangramento que a levou à óbito”, relatou (Ipiaú on Line)

Ipiaú: Família denuncia negligência médica após gestante dar à luz em pé


bebe-recen-nascido-ipiau-hgi (1)
                                    Foto: Giro Ipiaú

A família de uma gestante de 28 anos afirmou nesta quinta-feira (23) que a jovem deu à luz em pé e sem auxílio médico no município de Ipiaú. O caso teria acontecido nesta quarta, no Hospital Geral de Ipiaú, onde a paciente deu entrada por volta de 5h. “O médico chegou umas 10h30 da manhã. Ela ficou de 5h da manhã até 10h30 sendo acompanhada apenas pelas enfermeiras. Quando foi perto das 11h, o médico chegou no quarto. Ele olhou a paciente, fez o toque e disse que ela já estava toda dilatada e que só dependia dela para a criança nascer, mas ela falou que não tinha mais força, pois já estava sofrendo dores desde a noite anterior”, contou Simara Messias Barbosa, sogra da paciente, ao site Giro em Ipiaú. A gestante teria suplicado que o médico fizesse algo, mas ele apenas ordenou que a paciente fosse colocada no balão de oxigênio para que o parto fosse normal. Ela contou ainda que o bebê sofreu uma série de convulsões. O recém-nascido será transferido para uma unidade médica especializada em atendimento à gestante e recém-nascidos em Jequié. O diretor do hospital, João Henrique, informou que os procedimentos tomados pelo médico plantonista foi em conformidade com as regras do Ministério da Saúde. “Ela [a paciente] já chegou ao hospital querendo fazer o parto cesáreo, só que o Ministério da Saúde preconiza que só pode fazer parto cesário depois de vários itens, e ela não tinha esses itens, foi tanto que ela fez um parto normal e de uma forma muito fácil, foi até uma coisa rápida”, disse. Ainda segundo ele, será aberta uma sindicância para apurar a denúncia de negligência. (BN)