Em tempos de crise, prefeita de Itiruçu reduz seu próprio salário, do vice e dos secretários

Em tempos de crise, onde o dinheiro público está cada vez mais escasso para atender as demandas da população, Lorena Di Gregório (PRB), prefeita de Itiruçu, no Vale do Jiquiriçá, resolve adotar medidas drásticas, visando o equilíbrio das finanças do Município. Uma das decisões foi o corte do próprio salário, do vice-prefeito e de toda equipe do primeiro escalão até 31 de dezembro. Tal acordo pode ser prorrogado caso a arrecadação continue caindo. Conforme publicação no Diário Oficial, o salário da prefeita, fixado em Lei aprovada na Câmara Municipal na gestão anterior baixou de R$14 mil para R$10,5 mil; do vice de R$7 mil para R$5.250; enquanto os vencimentos dos secretários municipais foram reduzidos de R$4 mil para R$3 mil. O decreto leva em consideração a necessidade de redução das despesas, principalmente em razão das constantes quedas de receita. Embora enfrente sérias dificuldades financeiras, a Prefeitura informou ao Blog Marcos Frahm que vem mantendo o pagamento dos funcionários em dia e trabalhando para manter atualizados os compromissos com fornecedores e prestadores de serviços. ”Precisamos do apoio e compreensão de todos para enfrentarmos juntos esta situação”, destaca a prefeita, que se diz bastante confiante de que o Município haverá de vencer todos os desafios impostos por essas questões adversas, como as seguidas diminuições do repasse do Fundo de Participação dos Municípios provocada pela crise nacional.

(Blog Marcos Frahm)