Gongogi: Câmara rejeita contas de 2017 do prefeito Kaçulo, que fica inelegível

A Câmara Municipal de Gongogi rejeitou, na noite desta terça-feira (08), as contas do prefeito Edvaldo dos Santos, o Kaçulo (PR), relativas ao exercício financeiro de 2017. As contas já haviam sido reprovadas pelo TCM, que apontou diversas irregularidades.

O prefeito Kaçulo esteve na sessão e fez sustentação oral por cerca de 30 minutos com o objetivo de tentar esclarecer alguns pontos apontados pelo TCM na rejeição das contas. O gestor, no entanto, não obteve sucesso e 06 dos 09 vereadores votaram pela rejeição das contas de Kaçulo. O curioso é que a Câmara havia aprovado, em 1º de setembro, as contas do ex-prefeito Altamirando Santos, o Sapão, referentes o exercício financeiro de 2015 e 2016, que também foram apontadas diversas irregularidades e reprovadas pelo TCM.

Em tempo, com a decisão desta terça, Kaçulo está inelegível por 08 anos e somente uma decisão judicial pode assegurar a participação do gestor nas eleições do próximo ano.

(Ubatã Notícias)