Ibirataia: Demora em conclusão da obra de muro de contenção causa temor aos moradores da Rua da Rampa, no distrito de Algodão

Moradores do distrito de Algodão, município de Ibirataia, estão preocupados com a demora na conclusão das obras do muro de contenção de encosta da “Rua da Rampa”, localidade onde ocorreu um deslizamento durante o período das chuvas intensa que caíram em dezembro 2021. Os trabalhados deveriam ter sido concluídos há cerca de 10 meses. Pior, moradores relatam que não há movimentação de trabalhadores no local há pelo menos 20 dias.

De acordo com uma placa informativa coloca no local, a obra teve início em 20 de setembro de 2022 e a previsão de término era para 28 de janeiro de 2023, no entanto, as obras estão paradas e inacabadas.Moradores reclamam que a empresa responsável não está aproveitando esse momento de estiagem para concluir as obras, que são constituídas pelas instalações de dois muros de contenção, drenagem do solo e recuperação da pavimentação de extensão da via.

Em contanto com a reportagem do Bahia em Dia, moradores da referida rua admitem estarem realmente preocupados com a lentidão nas obras, e que temem que a situação piore com a chegada do período chuvoso.

“Antes víamos um pequeno grupo de funcionários trabalhando, agora a obra está totalmente parada”. disse um morador que concluiu: “Deus nos livre e aguarde, mas já pensou se houver outro deslizamento ali? Nossas casas estão todas na linha de tiro! Essa obra tem que ser executada o mais rápido possível, o período chuvoso pode chegar a qualquer momento.”

Recentemente, em entrevista a um programa de rádio, a prefeita Ana Cléia admitiu a demora na conclusão daquela obra. Na ocasião, ela pediu paciência a população e disse que também tem pressa para a conclusão da obra, porém, manifestou que está à mercê da empresa vencedora da licitação.

No entanto, os moradores questionam o porquê a prefeitura não notifica a empresa devido o não cumprimento do prazo previsto em contrato.

“Se a prefeitura notificar a empresa pelo atraso, ela poderá acelerar o ritmo para concluir os serviços e não ficar sujeita a multa. Caso os serviços continue paralisado, acredito que é possível também que seja realiza uma nova licitação para que uma outra empresa finalize a obra”, disse um morador do distrito discordando da fala da prefeita.

(Bahia em Dia)

Siga o Bahia em Dia nas redes sociais 

Instagram: https://www.instagram.com/bahia_em_dia/

Facebook: https://www.facebook.com/bahiaemdia/

Bahia em Dia