Jequié: Vereadores protocolam novas denúncias e pedem afastamento do prefeito Sérgio da Gameleira

Os vereadores Colorido, Reges Silva, Laninha e Admilson Careca estiveram na sede da Polícia Federal, em Vitória da Conquista, onde protocolaram denúncias contra a gestão do prefeito de Jequié, Sérgio da Gameleira, em relação à aplicação de verbas oriundas do chamado precatório da educação. De acordo com relatos desses e de outros vereadores, existem diversas irregularidades praticadas nas reformas de prédios escolares no município, que precisam ser apuradas. As mesmas denúncias também foram protocoladas no Ministério Público Federal e no Ministério Público Estadual, ambos sediados em Jequié nesta sexta-feira (09).

“Consta em planilha o pagamento de mais de R$ 29 mil reais destinados a Escola Municipal Judith Rabelo Borges, localizada no povoado de Monte Branco (distrito) onde a reforma está muito distante da realidade encontrada. Essa escola é uma pequena ponta do grande Iceberg do desmazelo que vem acontecendo com nossa educação”, escreveu o vereador Colorido, no Facebook.

Quem também se manifestou sobre denúncias contra a atual gestão foi o vereador Soldado Gilvan. Ele informou que vereadores da bancada da minoria protocolaram, no Ministério Público Federal, representação em que eles solicitam do órgão o afastamento de Sérgio da Gameleira do cargo de prefeito, alegando indícios de corrupção, desvio de dinheiro público e ato de improbidade administrativa no que se refere à utilização dos recursos dos precatórios do FUNDEB.

O OUTRO LADO
Na câmara, as últimas sessões tem sido palco de intensa discussão. Do lado da administração municipal, o vereador José Simões de Carvalho Jr., líder do prefeito, tem defendido a gestão, argumentando que Sérgio vem tomando todas as medidas cabíveis para apuração das irregularidades apontadas pela oposição, citando inclusive, a abertura de um inquérito administrativo em desfavor da BMV Construções e Incorporações LTDA, empresa responsável pela execução das obras de reformas das escolas municipais.

Zé Simões citou ainda outras decisões como a suspensão de pagamento a referida empresa enquanto os defeitos apontados não fossem devidamente reparados e as denúncias devidamente apuradas. Ele diz não aceitar a tentativa de tachar o prefeito municipal de corrupto, pois o mesmo tem feito sua parte para garantir toda a lisura em relação as reformas nas escolas. Outros vereadores da base de sustentação da atual gestão municipal também dizem que os problemas apontados estão sendo superados e que é hora de olhar para frente, autorizando a prefeitura contratar os empréstimos.

(Jequié e Região)