José Dirceu se entrega à PF para cumprir pena de 30 anos de prisão

Com prazo até 17h (horário de Brasília), o ex-ministro José Dirceu se entregou à Justiça no início da tarde desta sexta-feira (18) e deve começar a cumprir a pena de 30 anos, nove meses e dez dias por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e pertinência à organização criminosa por envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras.Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, por volta das 14h, o petista estava no IML (Instituto Médico Legal) de Brasília para exames de praxe. Em seguida ele será levado para a penitenciária da Papuda. Dirceu é acusado de receber parte das propinas da empreiteira Engevix à Diretoria de Serviços da Petrobras entre 2005 e 2014, tendo levado R$ 10,2 milhões no esquema.

A ordem de prisão foi assinada pela juíza substituta da 13ª Vara Federal de Curitiba, Gabriela Hardt, após o esgotamento de recursos no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, e determinava prazo até às 17h para ele se entregar. A juíza determinou que Dirceu cumpra a pena no Complexo Médico Penal de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, em ala reservada aos presos da Lava Jato. A magistrada disse que “no futuro, se for o caso”, ele poderá ficar na Papuda.

O petista estava sendo monitorado por tornozeleira eletrônica desde maio do ano passado, quando deixou a cadeia por determinação da 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal).