“Não existe mais ‘tratoraço’ na ALBA”, afirmam Régis e Prates após anúncio da chegada do deputado Carlos Ubaldino na Oposição

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) passa a contar com 28 deputados estaduais com a chegada de Carlos Ubaldino, que filiou-se ao PDT, mas só revelou a saída do grupo governista, nesta segunda-feira (28/04). Agora o PDT tem dois parlamentares, pois o outro integrante é o ex-secretário da Saúde de Salvador Leo Prates.

Líder da oposição, o deputado Sandro Régis (União) pontuou que a chegada de Ubaldino muda a composição das comissões da ALBA, que agora passam a ter o mesmo número de deputados das bancadas da maioria e da minoria. “O deputado Carlos Ubaldino chega para fortalecer a nossa bancada e vai dar uma contribuição muito grande nos debates. Do ponto de vista do regimento, a composição das comissões passa a ser 5 a 5, o que vai impedir que propostas do governo sejam aprovadas sem diálogo, como acontece muitas vezes”, disse.

O deputado Leo Prates afirmou que Ubaldino chega em um momento muito intenso e propício à bancada oposicionista. “Nós passamos agora a ter igualdade nas comissões, e isso vai fazer com que não exista mais ‘tratoraço’ na Assembleia. Nós agora vamos ter as decisões colegiadas, compartilhadas, e o que for bom para a Bahia, sob a liderança de Sandro, nós vamos acompanhar, mas o que for ruim para os baianos, nós vamos obstruir, não vamos deixar votar”, frisou.

Prates ainda elogiou o novo colega de partido. “O deputado Carlos Ubaldino coaduna com os princípios do PDT da ética, da moral, do respeito às pessoas, do cuidado com a vida das pessoas. Então, poder compor aqui na Assembleia eu e ele a bancada do PDT vai ser uma alegria muito grande”, completou.

Evangélico, Carlos Ubaldino citou a Bíblia e disse que chegou o dia de externar suas insatisfações com o grupo governista. “Diante das insatisfações que eu venho sentindo com o governo do estado, muitas promessas não cumpridas, nasceu o desejo de participar da base de ACM Neto (pré-candidato a governador pelo União Brasil) para trilhar outro caminho. Estou deixando 16 anos (na base do governo), mas com seriedade, com respeito, com dedicação, com lealdade. Agora, não fui correspondido. Essa é a minha insatisfação”, afirmou Ubaldino.

Siga o Bahia em Dia nas redes sociais 

Instagram: https://www.instagram.com/bahia_em_dia/