Jequié: Casal é preso com submetralhadora e drogas no Morro do Urubu


Um casal foi preso em flagrante, nesta sexta-feira (19), por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo em Jequié. A prisão de Wellhington dos Santos e Ana Rita Rodrigues dos Santos ocorreu por volta do meio dia na Av. Radial, Quadra 25, N° 1313, no bairro Loteamento Tropical, mais conhecido como “Morro do Urubu”.
Segundo a Polícia Militar, após 52 dias de levantamento de informações recebidas através do Disk Denúncia, os policiais se deslocaram até a residência do casal. No local foi encontrado 330g de maconha, 20g de cocaína, 05 pedras de crack e uma balança de precisão além de 17 carteiras de cigarro Brodway e uma submetralhadora. O casal e os materiais apreendidos foram levados para a sede da 9ª COORPIN.
(Bahia em Dia)

Gandu: Ônibus perde freios, bate em carros e invade panificadora


Uma panificadora de Gandu foi parcialmente destruída durante um acidente de trânsito na manhã deste sábado (20). O estabelecimento comercial Panilac, localizado no bairro Elizeu Leal, foi invadido por um ônibus minutos depois do veículo que descia uma ladeira perder os freios e bater em dois carros. O ônibus faz linha Nova Ibiá/Gandu.
Segundo testemunhas, por sorte, nenhum funcionário(s) ou cliente(s) foi atingido pelo ônibus. Apenas alguns dos dez passageiros que ocupavam o ônibus sofreram escoriações leves e foram levados ao Hospital João Batista de Assis.

(Bahia em Dia)

Dário Meira: Prefeitura exige titulo de eleitor para atender pacientes


Nesta semana foi distribuído um comunicado da secretaria de saúde de Dário Meira em Ibitupã, que é distrito de Ibicuí, mas fica mais próximo de Dário Meira. No comunicado, foi informado que o Posto de Saúde de Dário Meira só atenderia pacientes que apresentar o título de eleitor da cidade, caso contrário não será atendido.

Segundo informações, além de ilegal, a medida seria uma forma de fazer os moradores de Ibitupã transferir seus títulos para o município vizinho. O Ministério Público e o Ministério da Saúde serão acionados sobre essa medida, pois é ilegal negar atendimento de urgência ou emergência, e ainda do mais exigir o titulo de eleitor da cidade.

(Políticos do Sul da Bahia)

Ibirataia: Jovem leva quatro tiros em tentativa de homicídio no Alto do Mirante


Um jovem de 18 anos, identificado como Iran Nascimento Bispo, foi alvejado com ao menos 4 tiros na noite desta sexta-feira (19) no bairro Alto do Mirante, em Ibirataia. Ele foi socorrido por populares até uma unidade hospitalar da cidade e, logo em seguida, transferido para o Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié.

Segundo informações, Iran estava numa rua próximo a saída para o distrito de Algodão, quando foi surpreendido por uma pessoa a pé, que efetuou cerca de cinco disparos contra ele. Ao menos quatro tiros atingiram Iran. Após a ação criminosa, o suspeito fugiu. De acordo com informações policiais, Iran foi socorrido ainda consciente e afirmou saber o autor da tentativa. A Polícia Civil investiga o crime.

(Bahia em Dia)

É difícil ligar Bolsonaro a crime no caso do WhatsApp, diz fonte do MP


É difícil configurar, até o momento, um eventual crime passível de impugnação da chapa encabeçada pelo candidato do PSL, Jair Bolsonaro, no caso relatado pelo jornal “Folha de S.Paulo” de empresas comprando pacotes de disparos em massa de mensagens contra o PT no WhatsApp, disse à Reuters nesta quinta-feira (18) uma fonte do Ministério Público com larga experiência em redes sociais. A fonte, que pediu para não ser identificada, disse que é preciso, além das provas de atuação das empresas em favor de um candidato, demonstrar a ligação direta de quem atuou dessa forma e a campanha beneficiada.

Reportagem publicada na Folha na quinta relata que empresários têm bancado a compra de distribuição de mensagens contra o PT por Whatsapp, em uma prática que se chama pacote de disparos em massa de mensagens, e estariam preparando uma operação para a próxima semana, antes do segundo turno. A fonte do MP afirmou que “tecnicamente” não considera o repasse de informações por WhatsApp de impulsionamento de conteúdo. Para ele, a lógica é do envio de informações via marketing. Essa prática, disse, é mais comum com o uso do Facebook e o Twitter, redes sociais que influenciaram as eleições norte-americanas e o Brexit. Na avaliação da fonte, a crença em conteúdo repassado via WhatsApp ocorre apenas quando isso se dá por alguém dentro do círculo social da pessoa. A fonte também achou irreal o valor de R$ 12 milhões mencionado pela Folha para se impulsionar conteúdo via essa rede social. (mais…)

Pai do ex-deputado Luiz Argolo é autuado por trabalho escravo na Bahia


A Comissão Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo (Coetrae-BA) resgatou nesta semana um homem mantido em condições análogas às de um escravo na Fazenda Riachão, de Manoelito Argolo dos Santos, ex-prefeito de Entre Rios, no Nordeste do estado. Proprietário de diversas fazendas de gado, ele é pai do ex-deputado federal Luiz Argolo, que cumpre pena em regime fechado após condenação na Operação Lava Jato.

A equipe de fiscalização encontrou irregularidades trabalhistas e um trabalhador vivendo junto com seu filho num alojamento sem condições adequadas de saúde e higiene – o local também não oferecia água potável. Nenhum empregado das fazendas possuía carteira de trabalho assinada. Além da Fazenda Riachão, a equipe foi na Rancho Alegre, também em Entre Rios, e não encontrou o proprietário, que foi visto na região, mas não apareceu para falar com os agentes públicos. Ao fiscalizar os locais e entrevistar os 15 empregados, a equipe detectou “diversos ilícitos”, que resultarão em autos de infração, com aplicação de multas. Não havia fornecimento de equipamentos de proteção, ninguém fazia exames médicos ocupacionais e alguns recebiam menos do que um salário mínimo. Também não havia recolhimento de FGTS e ninguém tirava férias. Os relatos falam de até 30 anos impondo essas mesmas condições de trabalho. (mais…)

PM prende em Jitaúna homem acusado de envolvimento em homicídio em Itabuna


Foi preso em Jitaúna um homem acusado de homicídio identificado por Rafael Nascimento Santos, vulgo “Zumbi”, morador de Itabuna. Ele foi preso por uma guarnição da Polícia Militar no final da manhã de quinta-feira (18), após denúncias.

A PM informou que se deslocou para atender uma denúncia de que haviam indivíduos estranhos ao convívio na cidade, em atitude suspeita. Ao chegar ao local, um dos indivíduos foi prontamente identificado e abordado, confirmando a veracidade dos fatos. Ainda segundo a PM, foi realizada a consulta processual do suspeito sendo constatado que havia um mandado de prisão contra o mesmo. Após todas as consultas foi verificado que Zumbi tem passagens por tráfico de entorpecentes e porte ilegal de arma de fogo, além de ser acusado, juntamente com comparsas, de perpetrar um homicídio em desfavor de Alexandre Souza de Oliveira tendo como motivação o tráfico de drogas, ocorrido no  município de Itabuna. Diante dos fatos, Zumbi foi conduzido e apresentado na delegacia de Jitaúna, ficando à disposição da Justiça.

(Bahia em Dia)

Ibirataia: Após dez dias, morre uma das vítimas de acidente na BA-650


Morreu, na madrugada desta sexta-feira (19), uma das vítimas de um acidente automobilístico que ocorreu na noite do último último dia 09 desse mês na BA-650, trecho entre Ibirataia e Ipiaú. A vítima, identificada como Everaldo Souza Santos, de 62 anos, morador de Ibirataia, estava entre os cinco ocupantes do veículo modelo Fox de cor branco, placa 9533, que se envolveu num acidente próximo ao Matadouro Municipal de Ibirataia (RELEMBRE O CASO).

Após passar por cirurgias, Everaldo não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada desta sexta-feira, no Hospital Prado Valadares, em Jequié. Outras vítimas permanecem se recuperando normalmente.

O ACIDENTE

Na ocasião, o motorista, identificado como Jaílton Araújo dos Santos, disse ao portal de notícias Ipiaú Online que seguia pela rodovia em baixa velocidade quando perdeu o controle da direção e saiu da pista. Logo depois, o veículo caiu num barranco e bateu numa árvore. Por conta do forte impacto, a frente da veículo ficou parcialmente destruída.

(Bahia em Dia)

Wenceslau Guimarães: Ex-prefeito Nestor tem contas rejeitadas, é multado e terá que ressarcir quase R$ 5 milhões ao município


Na sessão desta quinta-feira (18/10), o Tribunal de Contas dos Municípios opinou pela rejeição das contas da Prefeitura de Wenceslau Guimarães, da responsabilidade de Nestor Vicente dos Santos, relativas ao exercício de 2016. Em razão das irregularidades praticadas pelo gestor, o conselheiro Mário Negromonte, relator do parecer, determinou a formulação de representação ao Ministério Público Estadual para que seja apresentada denúncia à Justiça por crime contra a administração pública.

O ex-prefeito terá que devolver ao cofre do município nada menos que R$4.901.584,95 e ainda foi punido com duas multas. A primeira no valor de R$40 mil pelas irregularidades apuradas durante a análise técnica das contas, e a segunda, de R$23.040,00 – que corresponde a 12% dos seus subsídios anuais – pela não redução da despesa com pessoal na forma e nos prazos previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal. O ressarcimento de quase R$5 milhões, com recursos pessoais, diz respeito a processos de pagamento não encaminhados para análise do TCM (R$4.785.741,04), realização de pagamentos a maior (R$58.364,00) e em duplicidade (R$57.479,91). Além disso, ele terá que restituir à conta específica do FUNDEB um total de R$767.273,31, com recursos próprios, em virtude da saída de numerário sem os documentos de despesa correspondentes. (mais…)

Itagibá: Ex-prefeito Marquinhos tem contas desaprovadas, é multado e terá que ressarcir mais de R$ 72 mil ao município


O Tribunal de Contas dos Municípios, nesta quinta-feira (18), não aprovou as contas da Prefeitura de Itagibá, da responsabilidade de Marcos Valério Barreto, o Marquinhos, relativas ao exercício de 2016. Dentre as irregularidades, o relator do parecer, conselheiro Mário Negromonte, destacou que o ex-prefeito não deixou em caixa saldo suficiente para pagamento de restos a pagar, descumprindo o disposto no artigo 42 Lei de Responsabilidade Fiscal. Foi determinada a formação de representação ao Ministério Público Estadual, para que seja apurada a prática de ato ilícito ou de improbidade administrativa.

Foi aplicada uma multa ao então administrador no valor de R$21.600,00, devido ao desrespeito ao limite de despesa com pessoal. A quantia equivale a 12% dos vencimentos anuais previstos para o prefeito. Além disso, foi aplicada uma outra multa de R$15 mil, como punição pelas demais irregularidades apuradas. Também foi determinado o ressarcimento, com recursos pessoais, aos cofres municipais, de um total de R$72.653,68. (mais…)