Seis partidos já tem pré-candidatos próprios para a disputa do governo baiano

No seu projeto de reeleição para mais quatro anos no comando do Palácio de Ondina, o governador Rui Costa (PT), terá no mínimo cinco concorrentes para serem vencidos. As convenções partidárias deverão ser realizadas no período entre 20 de julho e 5 de agosto, quando as legendas deverão escolher e homologar os nomes dos seus candidatos e coligações. Ainda restando seis meses para as eleições de 7 de outubro, a totalidade de pré-candidaturas anunciadas, é de políticos do sexo masculino. Além do governador Rui Costa (PT), que busca a reeleição, estão sendo apresentados como concorrentes à disputa sucessória, o deputado federal João Gualberto (PSDB), o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM), o ex-ministro da Integração Nacional, João Santana (MDB), o ex-prefeito de Salvador, João Henrique (PRTB) e o geólogo e militante político, Marcos Mendes (PSOL). Entre os dois principais partidos – DEM e PSDB – que predominam na oposição a Rui Costa, existe correntes que defendem a união por um projeto único, com a proposta de cada um deles de que haja união desde que candidato de sua sigla venha a ser a cabeça da chapa majoritária.