Bahia ganhará Parque Tecnológico Aeroespacial para pesquisas avançadas

Um Parque Tecnológico Aeroespacial será criado na Bahia. A cerimônia de assinatura do acordo para implantação do espaço foi realizada nesta quinta-feira (18), com a presença do presidente Lula. A Base Aérea de Salvador vai receber as instalações, em uma área de 890 mil metros quadrados, que foi cedida pela União.

O Senai Cimatec – Centro Integrado de Manufatura e Tecnologia do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, vai fazer a gestão do parque e espera que as operações comecem no primeiro semestre de 2025. A ideia da iniciativa é incentivar o ensino, a realização de pesquisas avançadas e a inovação no campo aeroespacial. Drones, carros voadores, aviação civil, defesa e satélites estão no plano.

A ministra da Ciência e Tecnologia, Luciana Santos, defendeu o investimento no setor aeroespacial. Para ela, o parque é uma oportunidade para que a produção científica das universidades e institutos possa se traduzir em produtos e inovação.

O presidente Lula comemorou o lançamento do parque tecnológico, que faz parte do Novo PAC. Ele citou as enchentes no Rio de Janeiro para reforçar a necessidade do programa federal de investimentos. De acordo com o Planalto, devem ser investidos R$ 650 milhões na construção do parque aeroespacial em Salvador e um valor parecido em equipamentos e laboratórios.

Siga o Bahia em Dia nas redes sociais 

Instagram: https://www.instagram.com/bahia_em_dia/

Facebook: https://www.facebook.com/bahiaemdia/

Bahia em Dia