Sexta, 14 de Junho de 2024
(73) 9 9808-0765
Educação Denúncia

Estudantes de região rural de Ibirataia ficam sem ir à escola devido paralisação do transportador escolar que está com pagamento em atraso

Residentes na região da Pedra Chata, os alunos prejudicados estudam em escola do distrito de Algodão

22/05/2024 14h37 Atualizada há 3 semanas
Por: Redação Fonte: Bahia em Dia
Escola Municipal Mauro Barreira de Alencar - onde os alunos prejudicados estudam
Escola Municipal Mauro Barreira de Alencar - onde os alunos prejudicados estudam

Estudantes que residem na região da Pedra Chata, zona rural do município de Ibirataia, no sul da Bahia, estão impossibilitados de irem à escola por falta de transporte escolar. Em contato com o Bahia em Dia, responsáveis pelos alunos que estudam na Escola Municipal Mauro Barreira de Alencar, no distrito de Algodão, informaram que o serviço foi paralisado por conta de atrasos no pagamento do transportador.

Também em contato com nossa reportagem, uma mãe de dois desses alunos relatou que ''na tarde da última segunda-feira (20), os alunos foram informados pelo motorista que faz o transporte escolar na referida região, que a partir de terça-feira (21) o transporte estaria suspenso, já que o mesmo está com o salário atrasado''.

''Com isso essas crianças e adolescentes que necessitam desse transporte estão sendo prejudicados, perdendo conteúdos importantes para sua formação acadêmica'', reclamou.

"Hoje já é o segundo dia consecutivo sem transporte escolar, é uma vergonha nos dias em que estamos vivendo, onde a educação é uma das ferramentas capaz de evitar o ingresso de crianças adolescentes e jovens no mundo das drogas e nos deparamos com um descaso desse, Cadê a verba da Educação acabou foi? Acorda prefeita Ana, nossos filhos são o futuro do nosso país", concluiu a mãe.

Receba as principais notícias direto no WhatsApp! Siga o canal  Rede Bahia em Dia

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.